ExtraRS

Justiça Comunitária tem forte atuação em Novo Hamburgo

São fornecidas orientações jurídica, psicológica e social e mediação de conflitos sem a necessidade de ações judiciais. Núcleo contabilizou 248 atendimentos em quatro meses

Com o objetivo de solucionar conflitos e promover a cultura de paz por meio da mediação, o Núcleo de Justiça Comunitária fechou o ano de 2018 registrando 248 atendimentos em quatro meses de funcionamento, por meio do componente Prevenção à Violência do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI), oferecido pela Prefeitura em parceria com a Feevale. Além dos atendimentos feitos nos bairros Santo Afonso e Canudos, a Justiça Comunitária promoveu oficinas de educação para direitos humanos e mediação de conflitos com a comunidade escolar envolvendo 928 pessoas.

Nos atendimentos são oferecidas orientações jurídica, psicológica e social, além da mediação de conflitos com o intuito de sensibilizar a população dos territórios atendidos, sanando seus próprios problemas sem a necessidade de ações judiciais. Pessoas que estão em vulnerabilidade social com necessidade de orientação jurídica ou psicossocial podem procurar o Núcleo de Justiça Comunitária de seu território e apresentar os documentos pessoais como RG, NIS, CPF e comprovante de residência.

Nos locais são atendidas situações como pensão alimentícia, abandono e negligência com idosos ou pessoas com deficiências, violência doméstica, acesso a direitos sociais, bullying, relação entre pais e corpo docente, relação entre vizinhos, posses, moradia e propriedade.

Funcionamento:

Base Pronasci Santo Afonso
– Rua Buenos Ayres, 2017
– Segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas

Igreja Congregação de Canudos/Vila das Flores
– Rua José Aloísio Daut, 163
– Quartas-feiras, das 13h30 às 16h30

Praça da Juventude Santo Afonso
– Rua Honduras, 150
– Terças-feiras, das 10 às 14 horas

Contato:
Telefone: 3097-1221
email: justicacomunitaria@feevale.br

Artigos relacionados