DestaqueRSSerra Gaúcha

Gaúchos dispostos a gastar mais neste Dia das Mães

Os gaúchos estão dispostos a gastar, em média, R$ 180,37 para homenagear as mães pela data comemorativa no início de maio. Na comparação com a mesma ocasião em 2018, os números estão mais otimistas, quando o investimento médio pessoal foi de R$ 171,27. Além disso, a quantidade média de presentes também é maior, passando de 0,97 para 1,12 unidade por pessoa. Os dados são da Pesquisa de Dia das Mães 2019, divulgada hoje (17) pela Fecomércio-RS.

O público-alvo do levantamento foram consumidores localizados nos principais municípios de cada Macrorregião do Rio Grande do Sul: Santa Maria, Porto Alegre, Caxias do Sul, Ijuí e Pelotas. As informações foram levantadas entre os dias 14 e 23 de março, com um total de 385 participantes.
Entre os entrevistados, 27,0% afirmaram que gastarão mais ou muito mais do que no ano passado, enquanto 18,8% relataram que devem diminuir o gasto para a ocasião. A projeção de manter o mesmo valor de 2018 foi apontada por 54,0% dos participantes. Os homens estão entre os mais dispostos a gastar (R$ 207,61 em média) e a comprar mais (1,23 presente) enquanto as mulheres estão cautelosas, com um gasto pessoal médio de R$ 149,67 e 1,02 presente.

Publicidade

Os itens de vestuário e perfumes/cosméticos estão entre os mimos que concentram maior interesse dos filhos, com 44,7% intenções de compra e 17,7%, respectivamente. Em terceiro lugar estão os eletroeletrônicos/eletrodomésticos, escolha de 13,2% das pessoas ouvidas. Este último é o que se diferencia em relação ao ano passado, quando os calçados estavam na terceira colocação. Neste ano figuram em quarto lugar, com 11,4%. Do ponto de vista social-econômico, perfumes/cosméticos são a preferência entre as faixas de valores mais elevadas, enquanto os calçados são a principal opção da classe de baixa renda.

As lojas de centro das cidades foram novamente indicadas como os locais prediletos para as compras (60,3%), com maior concentração entre os entrevistados de classe baixa (70,2). Entre a classe alta, a preferência é de 49,6%. Em seguida, foram citados shopping centers (24,2%), opção que se concentra mais na classe alta (31,1%); centros comerciais (13,5%) e lojas de bairro (10,9%).

Em média, os presentes devem custar R$ 144,19. A projeção aumenta para os que serão compartilhados (R$ 175,45) e individuais (R$ 138,46). Os gastos também aumentam entre as classes sociais: baixa (R$ 106,17), média (R$ 160,71) e alta (R$ 235,78). Entre as formas de pagamento, 77,9% dos entrevistados prefere a opção à vista, enquanto a modalidade de parcelamento foi indicada por 72,9%, com indicação de três parcelas. Além dos presentes, 64,4% pretendem participar de algum evento alusivo à data, como almoço ou jantar especial em casa (71,4%) e refeições em restaurantes (25,4%).

Publicidade

O conhecido hábito dos brasileiros de deixar para fazer suas compras de última hora foi relatado por 42,6%, enquanto 37,1% querem adquirir os presentes uma semana antes. Apenas 1,3% disse que compraria com mais de quatro semanas de antecedência.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar