DestaqueSerra Gaúcha

Caxias do Sul realiza Semana do Uso Racional de Medicamentos

Ações educativas serão desenvolvidas até 10 de maio nas UBSs, Cais Mental e farmácias

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) promove, a partir desta segunda-feira (06/05), a Semana do Uso Racional de Medicamentos. O objetivo é orientar a população sobre os benefícios e os riscos envolvidos nessa questão. Para isso, serão desenvolvidas ações educativas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), nas farmácias do município e no Centro de Atenção Integral à Saúde Mental (Cais Mental).

A farmacêutica Aline Maroneze conta que, até sexta-feira (10/05), as equipes trabalharão com os usuários, em atividades de sala de espera, temas como automedicação, armazenamento e descarte correto. Haverá também exposição de material informativo e orientações sobre a lista de medicamentos fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Caxias do Sul.

Aline explica que o uso racional ocorre quando o paciente recebe o fármaco apropriado às suas necessidades clínicas, na dose correta, por um período de tempo adequado e ao menor custo para si e para a comunidade.

Responsabilidade compartilhada

Ter acesso aos medicamentos necessários para tratamento ou manutenção da saúde é um direito dos cidadãos. Fornecê-los é uma responsabilidade compartilhada entre os municípios, os estados e a União. A oferta de medicamentos no Sistema Único de Saúde (SUS) é organizada em três grandes grupos, denominados componentes: Básico, Especializado e Estratégico.

A farmacêutica Aline Maroneze explica que o componente Básico contém os insumos destinados ao tratamento precoce e adequado dos problemas mais comuns e/ou prioritários, passíveis de atendimento em nível básico, como os indicados para diabetes e hipertensão, por exemplo. São comprados e distribuídos pelo Município. Em Caxias do Sul, estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e na Farmácia Básica Municipal.

Os que pertencem ao grupo Especializado destinam-se ao tratamento de doenças raras, de baixa prevalência ou de uso crônico prolongado com alto custo unitário, como artrite, esclerose, Doença de Alzheimer etc. São de competência do Estado. Cabe aos municípios cadastrar os usuários e distribuir esses medicamentos. Podem ser encontrados na Farmácia Especializada.

Por fim, os do componente Estratégico são para prevenção, diagnóstico, tratamento e controle de agravos de perfil endêmico, contemplados em programas específicos do Ministério da Saúde, como HIV/Aids e tuberculose. São adquiridos pela União e entregues pelos municípios. Estão disponíveis em Caxias do Sul na Farmácia do Componente Estratégico.

Caxias disponibiliza cerca de 700 itens pelo SUS

Cabe a cada município manter uma relação própria de medicamentos do componente Básico ofertados via Sistema Único de Saúde (SUS). Essa lista é elaborada de acordo com as características epidemiológicas da população. Somando-se aos demais componentes da assistência farmacêutica (Especializado e Estratégico), cerca de 700 itens integram a relação de Caxias do Sul,que também contempla fórmulas nutricionais e fraldas. A farmacêutica Aline Maroneze afirma que regularmente são feitas atualizações, para inclusão ou eventual exclusão de algum item. “Avaliamos as principais demandas, as novidades terapêuticas do mercado e o custo-benefício, para disponibilizar à população os medicamentos que atendam a maior parte de suas necessidades”, afirma.

A lista completa está disponível para consulta no site da prefeitura, no link “Medicamentos”, na capa do endereço eletrônico. A tabela informa o nome do medicamento, ou seja, o princípio ativo; a forma farmacêutica e a dose; além do local onde pode ser encontrado e os critérios para fornecimento de cada um.

Automedicação, descarte e armazenamento corretos

Nunca se deve usar medicamentos sem a orientação de um médico. Essa é principal recomendação da Semana do Uso Racional de Medicamentos. A automedicação é uma prática contraindicada porque expõe as pessoas a diversos riscos. Entre eles, intoxicações, efeitos adversos e até mesmo reações alérgicas fatais. Ainda pode mascarar sintomas de uma doença e atrasar seu diagnóstico. Também pode anular ou potencializar o efeito de outro medicamento por combinação incorreta ou por utilização de uma mesma substância ativa já utilizada sob um nome diferente, alterando o resultado esperado dos tratamentos.

É preciso atenção também ao armazenar os medicamentos. Eles devem ser guardados longe do calor e ao abrigo da luz e da umidade, seguindo sempre as informações indicadas na embalagem original. Precisam ser armazenados fora do alcance de crianças e animais. É preciso ainda estar atento aos que exigem temperaturas específicas, como aqueles que precisam ficar na geladeira, respeitando essas orientações. Também é importante manter os medicamentos na embalagem original, pois ela informa o nome, o lote do produto e a data de validade.

Na hora de descartar, nunca jogá-los na pia, lixo ou esgoto. Eles podem contaminar o meio ambiente. O recomendado é recolher os medicamentos vencidos ou que não serão mais utilizados e levar a um ponto de coleta.

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios