Novo Hamburgo

SemanECA reúne Rede de Proteção e Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes de Novo Hamburgo

Auditório da Prefeitura recebeu durante dois dias em torno de 90 representantes das diversas áreas e que atuam de maneira intersetorial em Novo Hamburgo

Na terça (23) e na quarta-feira (24), no auditório do 10º andar do Centro Administrativo Leopoldo Petry, o Conselho Tutelar de Novo Hamburgo promoveu a segunda edição da SemanECA. O público foi formado por aproximadamente 90 representantes da Rede de Atenção e Defesa da Criança e do Adolescente em Novo Hamburgo. A abertura contou com a presença da diretora de Assistência Social, Márcia da Luz, representando o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Roberto Daniel Bota. Em sua fala aos participantes, Márcia destacou a importância da constante capacitação e da troca de vivências entre todos os profissionais da rede.

O nome SemanECA, para a semana voltada à formação perene dos conselheiros, pedagogos, psicólogos, advogados, assistentes e educadores sociais, além de agentes de Segurança Pública, refere-se à legislação federal que dispõe sobre o amparo por meio de políticas públicas para que crianças e adolescentes não sejam alvo de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punindo na forma da Lei qualquer atentado, seja por ação ou omissão aos direitos fundamentais previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Para abrir as atividades, a jovem tradicionalista hamburguense Manuela Soares Cornely, 12 anos, foi chamada ao palco para declamar o poema “O Mistério das Palhas”, de Carlos Omar Vilella Gomes e Bianca Bergmam. Colecionadora de títulos em festivais e eventos pelo Rio Grande, ela é a campeã na categoria feminina do FestMirim. Em sua apresentação, Manuela foi acompanhada pelo músico Jorge Araújo.

Conselho Tutelar de Novo Hamburgo 1 - SemanECA reúne Rede de Proteção e Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes de Novo Hamburgo
A declamadora Manuela Soares Cornely apresentou o poema “O Mistério das Palhas” na abertura do encontro

Como convidado especial, para palestrar sobre o tema Fundamentos das Atribuições do Conselho Tutelar no Trabalho de Rede, o escritor de 14 livros a respeito do assunto e consultor Luciano Betiate tratou sobre as experiências e os desafios enfrentados pelos conselheiros tutelares. Ciente de seu papel na sociedade pela próprio desenrolar de sua história profissional, Betiate desenvolveu diversas frentes no atendimento escolar e de proteção a crianças e adolescentes. O educador reside atualmente em Ibiporã, no Paraná.

Além de atuar como conselheiro tutelar em seu Estado, o painelista expandiu sua percepção sobre a realidade brasileira por ter sido secretário e diretor de Assistência Social e coordenador de um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), implementado por ele em terras paranaenses. “Há quase uma década na formação desses profissionais da rede, eu tive a sorte de conhecer quase todos os Estados da Federação”, disse. “É com grande satisfação que estou no Rio Grande do Sul e aqui em Novo Hamburgo, pela primeira vez, já informado pela organização deste encontro de que a rede aqui tem a sua base de implantação consolidada.” Formado em Matemática, ele se confessa um apaixonado pela área socioassistencial e que a sensibilização serve de estímulo para continuar escrevendo, segundo ele, uma tarefa que tomou para si ao verificar a escassez de bibliografia sobre a função e as atribuições do Conselho Tutelar no continental Brasil.

Etiquetas
Publicidade
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios