DestaqueSão Leopoldo

São Leopoldo não tem fila de espera para tratamento do câncer

Mesmo com crise generalizada na saúde em todo o Brasil, Oncologia Centenário mantém celeridade no atendimento de quimioterapia e radioterapia

Em meio à crise generalizada da saúde no Brasil, São Leopoldo vem dando exemplo quando o assunto é oncologia. Enquanto muitas administrações municipais reduzem serviços por falta de repasses dos Estados, pacientes que ficam em filas ou precisam entrar na Justiça para garantir o atendimento, o Município dá resolutividade aos casos em um curto espaço de tempo, vencendo até mesmo o calendário de 60 dias estipulado por lei. Do diagnóstico ao tratamento, em menos de um mês os pacientes do Sistema Único de Saúde já estão entrando pelas portas da Oncologia Centenário, clínica referência no atendimento ao câncer, para realizar radioterapia ou quimioterapia. Prazos que, muitas vezes, são ainda mais encurtados. “A partir da solicitação do médico, conseguimos agendar o tratamento para a semana seguinte. Hoje, nossa média de encaminhamentos para tratamento clínico é de 82 novos pacientes/mês”, diz Jaldo Castro, responsável pelos agendamentos oncológicos da Secretaria da Saúde de São Leopoldo.

E os números mostram a importância e a eficiência da Oncologia Centenário, clínica privada que presta serviços ao Hospital Centenário. Em 2018, 1.361 pacientes encaminhados pela Prefeitura de São Leopoldo iniciaram o tratamento. Destes, 877 foram para quimioterapia e 484 submetidos à radioterapia. Ao todo, a Oncologia Centenário realizou, no ano passado, 5.326 consultas e 2.138 sessões de quimioterapia, e outras 2.218 consultas e 11.815 sessões de radioterapia.

Publicidade

HUMANIZAÇÃO – O Centro de Tratamento de Câncer atende moradores de 18 municípios (incluindo São Leopoldo), o que representa uma população de 616.902 habitantes. Jaldo Castro observa que as maiores demandas de encaminhamento para tratamento clínico na Oncologia Centenário são de São Leopoldo, Sapucaia do Sul e Esteio, sendo os tipos de câncer com maior registro de ocorrências os de mama, do aparelho urinário e de pele. Além do tratamento clínico, o Município também responde pelas cirurgias oncológicas.

“A Oncologia Centenário realiza um trabalho de excelência. Só temos que nos orgulhar dos resultados desta parceria entre o poder público e a iniciativa privada, pois somos referência não só na região e no Estado, mas também em nível nacional. Mesmo sem os recursos necessários para a área de saúde no nosso Município, não vamos medir esforços para a continuidade desse serviço”, afirma o prefeito Ary Vanazzi.

Publicidade

“Não abrimos mão da qualidade, todos os pacientes recebem o mesmo atendimento e tratamento”, afirma o doutor Adalberto Broecker Neto, diretor da Oncologia Centenário, clínica que pode ser comparada aos melhores Centros de Oncologia no mundo. E, ao acrescentar que alguns tipos de câncer não podem esperar, reconhece o esforço da Administração Municipal, que, mesmo passando por uma situação dramática de retenção dos recursos na saúde, mantém o atendimento oncológico para não colocar em risco a vida de pacientes que já estão passando pelo trauma do câncer. Sempre prezando pela humanização, a Oncologia Centenário atende pacientes particulares, de convênio e entrega 100% do tratamento pelo SUS.

MUNICÍPIOS ATENDIDOS

  • · BARÃO
  • · BROCHIER
  • · CAPELA DE SANTANA
  • · ESTEIO
  • · HARMONIA
  • · MARATÁ
  • · MONTENEGRO
  • · PARECI NOVO
  • · PORTÃO
  • · SAPUCAIA DO SUL
  • · SALVADOR DO SUL
  • · SÃO JOSÉ DO HORTÊNCIO
  • · SÃO JOSÉ DO SUL
  • · SÃO LEOPOLDO
  • · SÃO PEDRO DA SERRA
  • · SÃO SEBASTIÃO DO CAÍ
  • · TUPANDI
  • · TABAÍ

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar