DestaqueNovo HamburgoVale do Sinos

Recorde de doações para bebês e gestantes de Novo Hamburgo

As doações ao Hospital Municipal de Novo Hamburgo aumentaram desde o fim de abril, quando foi lançada a campanha “Coloque Seu Carinho Neste Enxoval”. Volume que ganhou impulso com a proximidade do inverno. “O Hospital conta com o apoio de muitos grupos voluntários, mas nas últimas semanas, esta rede de solidariedade teve um alcance maior. Pessoas de Novo Hamburgo e de várias cidades se sensibilizaram com o apelo feito para ajudar os recém-nascidos e a Casa da Gestante. Todos estão abraçando esta causa”, afirma Ráfaga Fontoura, diretor-presidente da Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo (FSNH), observando que à medida que as doações chegam são transformadas em kits, entregues às mães.

Se movidos pela campanha ou não, o certo é que o Hospital Municipal de Novo Hamburgo se torno o alvo da solidariedade. Exemplo é o grupo Fios do Bem, de Estância Velha. Formado por seis mulheres, elas tricotaram mais de 40 peças, entre casaquinhos, mantas, calças. “Por mais de 20 anos, minha mãe tricotou roupinhas de bebês para doação. Decidi estender esta rede do tear e, assim, nasceu o Fios do Bem. Ver as peças prontas e saber que uma criança vai vestir não têm palavras que descrevam o tamanho dessa alegria”, conta Vanaska da Costa. E nesta rede de solidariedade, Vanaska também conta com a ajuda de outros, que doam lãs para a produção. “Recebemos doações de lã de várias cidades, inclusive pessoas do Rio de Janeiro, Porto Alegre e Santa Maria nos enviaram novelos.”

CRIATIVIDADE – Para ser voluntário não é obrigatória a participação em um grupo. A criatividade pode ser o caminho para fazer o bem. Eliana Elisa Villers sabe disso. Em vez de presentes de aniversário para ela, pediu produtos para doação aos familiares e amigas. Resultado: fraldas, calças, tip tops, sapatinhos, shampoos e esmaltes foram entregues por Eliana, que esteve acompanhada de Marlene de Moura e Elaine de Moura Diniz, às gestantes e puérperas na Casa da Gestante. E uma das presenteadas foi Zaila Cristel da Silva Vargas, filha de Melice Catiana Paulo da Silva, moradora do bairro Canudos e que precisou ficar uns dias na Casa para cuidar de sua saúde.

A solidariedade também inspirou os membros da Loja Ruy Barbosa, suas famílias e amigos. Roupinhas de vários tamanhos – em um total de 140 blusas, 140 calças e 129 bodies, bem como 1 torradeira – e 1 chaleira elétrica foram doados à Casa da Gestante por Mara Müller e Sandra Mello para a coordenadora da Maternidade e da Casa da Gestante, Daniela Rech, que foi auxiliada pela coordenadora do Centro de Imagens, Cristiane Duarte. E diversas sacolas, com peças de vestuário para os recém-nascidos, foram entregues em mãos por Ana Marasciulo ao presidente da FSNH e a enfermeira Melissa Martin.

KITS – Roupas de tricô, tip tops, conjuntos em tecido, meias, tocas, luvas, edredons infantis, kits de higiene, fraldas. Muitos materiais são entregues todos os dias. As peças de roupas passam por uma seleção – os novos são transformados em kits para presentear as mamães carentes e os usados encaminhados para a higienização para depois terem a mesma finalidade. “Já entregamos muitas doações, até porque há situações que não podem esperar. Mas estamos organizando todos os itens para que possamos, semanalmente, entregar os kits, que terão a marca do carinho do cuidado com o próximo”, afirma a coordenadora da Maternidade e da Casa da Gestante, Daniela Rech, que observa que hoje a carência maior é de produtos de limpeza (detergentes, sabão em pó) e de higiene (shampoo, sabonetes) para a Casa da Gestante.

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios