Serra Gaúcha

Caxias do Sul: menores acolhidos pela FAS participam da Noite Italiana

Ação do Programa de Apadrinhamento proporciona momentos de integração e lazer

O Programa de Apadrinhamento, parceiro da Fundação de Assistência Social (FAS), em conjunto com o Café Solidário, promoveu, na última segunda-feira (24/06), a Noite Italiana para mais de 100 crianças e adolescentes acolhidos nos três abrigos e 12 casas-lar do município. A atividade teve o objetivo de proporcionar momentos de lazer e integração aos acolhidos e fez parte da 3ª campanha de Apadrinhamento Provedor.

acolhidos pela FAS participam da Noite Italiana 1 - Caxias do Sul: menores acolhidos pela FAS participam da Noite ItalianaUm dos padrinhos da ação, Jean Felipe Kullmann, contou sobre como surgiu a ideia da Noite Italiana. “Nós tínhamos o espaço do restaurante e, em conversa com a Carolina Bisi, nós decidimos realizar este evento com os acolhidos. Esta foi a única atividade da 3ª Campanha de Apadrinhamento que reuniu mais de 100 crianças e adolescentes acolhidos”, relata. A comida e as bebidas servidas no jantar foram arrecadadas por meio de uma campanha online de doações.

A 3ª Campanha de Apadrinhamento finaliza a execução do Programa de Apadrinhamento pela entidade Mão Amiga. A partir do dia 1º de julho, a Associação Jesus Senhor passará a executar o Serviço de Famílias Acolhedoras e Programa de Apadrinhamento. O endereço da sede será na rua Joaquim Nabuco, nº 336, no bairro Panazzolo.

Padrinho Afetivo e também Provedor

O empresário Wagner Lopes é padrinho afetivo há seis meses de um adolescente acolhido. Ele conheceu o Programa de Apadrinhamento após pesquisar sobre as ações sociais desenvolvidas no município. Ao encontrar o programa e participar do curso sobre como ser padrinho afetivo, prestador de serviço ou provedor, Wagner e sua esposa decidiram entrar na lista para apadrinhar afetivamente uma criança acolhida.

“Assim como uma relação normal, nós deixamos nosso afilhado à vontade para que ele possa conversar e mostrar seus interesses e gostos. O apoio psicológico que recebemos do programa também nos ajuda a entender o nosso papel enquanto padrinhos e também o convívio com nosso afilhado para que nossas atividades e relação sejam melhores”, diz Wagner.

O Programa de Apadrinhamento possui três modalidades. O padrinho afetivo disponibiliza seu tempo para participar da vida do afilhado e pode recebê-lo em casa. Já o padrinho na modalidade de provedor oferece suporte financeiro ou material para as atividades desenvolvidas dentro ou fora dos abrigos ou casas-lar. O apadrinhamento de prestação de serviço utiliza a mão de obra do padrinho para atender às demandas dos acolhidos.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios