GeralPelotas

Idoso e mais antigo traficante de Bagé é preso em flagrante

A Polícia Civil, por meio da Draco de Bagé, com apoio da Draco de Pelotas, da Polícia Rodoviária Federal de Rio Grande e da Brigada Militar de Bagé, prendeu um prenderam um homem por tráfico de drogas. O indivíduo de 75 anos foi identificado como o traficante mais antigo de Bagé, com ele foram apreendidas 200g gramas de cocaína, droga suficiente para produzir 400 porções para consumo, com valor de mercado estimado em 20 mil reais.

Publicidade

Segundo o delegado Cristiano Ritta, a investigação começou há cerca de quatro meses, quando a Draco de Bagé passou a verificar diversas informações de que um homem de 75 anos, identificado estava traficando drogas há muitos anos em Bagé. Durante as investigações a polícia descobriu que o homem fazia viagens para a região metropolitana para negociar droga e revendia apenas para traficantes de sua confiança, a fim de manter seu anonimato.

Na manhã de hoje os policiais estavam acompanhando o indivíduo em Bagé, quando ele iniciou deslocamento em direção a cidade de Pelotas. Como as informações obtidas durante as investigações davam conta de que o indivíduo fornecia drogas para um traficante de Santa Vitória do Palmar, os policiais contataram a Polícia Rodoviária Federal de Rio Grande, para montar uma barreira na BR 471, próximo ao trevo que liga Rio Grande a Santa Vitória do Palmar. Na circunscrição de Pelotas, a Draco de Pelotas também passou a acompanhar o veículo a fim de impedir que ele desviasse a barreira policial.

Quando o suspeito chegou no posto da PRF, o veículo foi abordado e revistado. Os policiais encontraram, em um compartimento projetado para esconder a droga, um tijolo de cocaína pesando aproximadamente 200g, quantidade suficientes para produzir 400 porções para consumo, com valor de mercado de 20 mil reais.

Ritta destacou a importância da integração entre os órgãos policiais também das cidades próximas, para monitorar o deslocamento dos criminosos e impedir que a droga seja transportada entre as cidades. O trabalho com a Draco de Pelotas já rendeu dezenas de prisões e grandes apreensões de droga. O homem preso hoje era considerado um dos traficantes mais antigos da cidade que ainda não haviam sido presos. Ele atuava no estilo antigo, bastante discreto e alheio às disputas de pontos de droga.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.