GeralSão Leopoldo

Grupamento Ambiental resgata pássaros silvestres em São Leopoldo

Na sexta-feira, 6 de setembro, uma equipe do Grupamento de Defesa Ambiental (GDA), da Guarda Civil Municipal (GCM) estava em patrulhamento no loteamento Tancredo Neves quando avistou duas arapucas armadas em um campo aberto. Na armadilha havia dois pássaros trinca-ferro servindo como isca para capturar outras aves animais. O proprietário não apresentava licença do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e foi notificado. Os pássaros foram resgatados e soltos na Base Ecológica do Rio Velho.

Publicidade

Conforme o agente, Nilton Souza, como as aves não apresentavam sinais de ferimentos elas foram soltas em um local que é seu habitat. “Nosso objetivo é devolver estes pássaros para a natureza. Queremos povoar todas nossas bases ecológicas com os pássaros que conseguimos resgatar. A natureza é o local destes animais e não dentro de gaiolas”, afirmou.

A lei Nº 9.605 estabelece que matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente é considerado crime. As multas com relação a manter pássaros silvestres em cativeiro podem variar de 50 a 500 UPMs. O valor da UPM em São Leopoldo para o ano de 2019 é R$ 3,79.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.