DestaqueSerra Gaúcha

Corporação Andina vistoria obras de Infraestrutura em Caxias do Sul

Banco da América Latina elogiou segurança viária e compensações ambientais aplicadas nas estradas

Representantes da Corporação Andina de Fomento (CAF), o Banco de Desenvolvimento da América Latina, estiveram em Caxias do Sul para vistoriar as obras em execução do Programa de Desenvolvimento da Infraestrutura (PDI), realizado pela administração municipal com empréstimo da unidade. A comitiva chegou à cidade na terça-feira (24/09) e retornou a Brasília nesta quinta (26/09). Ao longo dos três dias, a missão de acompanhamento esteve nas nove estradas que estão em obras, observando a execução dos projetos e dos planos sociais e ambientais previstos para cada trecho.

O PDI é viabilizado com o empréstimo de aproximadamente R$ 100 milhões, conquistado em 2017, e consiste em quase 70 quilômetros de asfaltamento em trechos do interior caxiense e em obras de infraestrutura para o meio urbano. Na prefeitura, o programa é gerenciado pelas secretarias municipais de Obras e Serviços Públicos (Smosp), do Planejamento (Seplan), da Fazenda, do Meio Ambiente (Semma) e ainda de Recursos Humanos e Logística (SMRHL).

Publicidade

Na abertura da missão de acompanhamento, o titular da Seplan, Fernando Mondadori, apresentou à CAF relatórios com o andamento das obras nas estradas Arziro Galafassi (Estrada dos Romeiros); João Edgar Jung e 92 (Linha Sebastopol); Waldemar José Pante e 386 (Criúva); Domingos Mazzochi (São José a São Brás); 101 e 61+19 (Terceira Légua) e Patrício Pasquali (entre Fazenda Souza e Vila Seca). Também foram explicados os processos licitatórios referentes a outras estradas com asfaltamento anunciado, além de melhorias com projeto em execução.

Em seguida, foram conferidos todos os trechos em obras. No encerramento, os representantes apresentaram aos secretários considerações e indicações para cada local, formalizando os compromissos assumidos para a continuidade do PDI. “Cuidamos de 21 programas no Brasil, e um dos diferenciais de Caxias do Sul é que a prefeitura faz o gerenciamento com profissionais próprios, sem contratar empresas de fora. Outro destaque é que as medidas de compensação ambiental aplicadas nas obras vão além do solicitado nos termos que firmamos, sendo um aspecto positivo para o meio ambiente”, comentaram Julio Carrasco e Alicia Molina, executivo e especialista ambiental da CAF.

Fotos: Luciane Modena e Mateus Argenta

Para Danny Rodriguez, especialista técnico do banco, outro diferencial com relação aos demais programas em andamento no país diz respeito ao trabalho desenvolvido para a segurança viária. “É feito um estudo das ocorrências de acidentes nos trechos e são projetadas melhorias no momento do desenho da nova estrada, estudando visibilidade, velocidade e sinalização horizontal e vertical. Isso está sendo bem desenvolvido pela equipe da cidade”, salientou.

Publicidade

Para o titular da Smosp, unidade responsável pelas obras, Leandro Pavan, a vistoria da CAF é mais um instrumento que corrobora com a qualidade dos resultados. “Essa visita é de grande valia, pois são pessoas de outros países observando o nosso trabalho, dando sugestões pertinentes e relatando aspectos que, por vezes, não percebemos com o cotidiano. Funciona como uma fiscalização extra que o Município tem, sem custos, de profissionais com vasta experiência na área, que cuidam de programas semelhantes em toda a América do Sul. Temos obras adiantadas e outras em início de execução, e todas as equipes da prefeitura mantêm um esforço constante para que sejam concluídas no menor tempo possível”, reforça Pavan.

Participaram da missão de acompanhamento os titulares da Smosp, Leandro Pavan; da Seplan, Fernando Mondadori; da Fazenda, Magda Wormann; da Semma, Patrícia Rasia; da SMRHL, Vangelisa Lorandi, além de servidores das pastas.

Obras em andamento:

Estrada Arziro Galafassi (Estrada dos Romeiros)
Extensão: 3,8 quilômetros
Investimento: R$ 6,7 milhões
Local: entre Caxias do Sul e Farroupilha

Estrada João Edgar Jung
Extensão: 10,1 quilômetros
Investimento: R$ 17,3 milhões
Local: ligação entre Santa Lúcia do Piaí e Vila Cristina (Linha Sebastopol)

Estrada Municipal 92
Extensão: 5,2 quilômetros
Investimento: R$ 5,9 milhões
Local: ligação entre Santa Lúcia do Piaí e Vila Cristina (Linha Sebastopol)

Estrada Waldemar José Pante
Extensão: 260 metros
Investimento: R$ 462 mil
Local: Criúva

Estrada Municipal 386
Extensão: 250 metros
Investimento: R$ 510 mil
Local: Criúva

Estrada Domingos Mazzochi
Extensão: 2,4 quilômetros
Investimento: R$ 3,7 milhões
Local: São José a São Brás

Estrada Municipal 101
Extensão: 4 quilômetros
Investimento: R$ 5,4 milhões
Local: BR-116 a São Pedro da Terceira Légua

Estrada Municipal 61+19
Extensão: 1,3 quilômetro
Investimento: R$ 2 milhões
Local: São Pedro da Terceira Légua

Estrada Patrício Pasquali
Extensão: 7,6 quilômetros
Investimento: R$ 9,9 milhões
Local: ligação entre Fazenda Souza e Vila Seca

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar