Caxias do SulDestaqueSerra Gaúcha

Doze startups disputam amanhã programa de aceleração no TecnoUCS

Doze startups – 11 gaúchas e uma paranaense – disputam, neste sábado, dia 19, uma de cinco cotas que totalizam R$ 1 milhão disponibilizados por um fundo de investimentos para potencialização de empreendimentos voltados a soluções inovadoras para empresas da região. Os modelos de negócio serão apresentados no pitch-day de fechamento da etapa de pré-aceleração (warm-up) do programa de aceleração de negócios inovadores promovido pelo Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação da Universidade de Caxias do Sul – TecnoUCS, pela aceleradora Ventiur e o pelo Instituto Hélice (personalidade jurídica formada por Marcopolo, Empresas Randon, Móveis Florense, Soprano, Metadados e TecnoUCS como instituições mantenedoras). O encontro ocorre a partir das 8h30, na Sala Florense do Bloco M, no campus-sede da UCS.

Os pitch-days são apresentações sumárias de startups para uma banca de promotores e investidores. Neste, haverá cinco minutos para explanação sobre o empreendimento e outros cinco para responder a questionamentos da banca. De acordo com o CEO da Ventiur, Sandro Cortezia, serão avaliados critérios como o potencial da equipe e do negócio, a tecnologia e a escalabilidade do produto e o potencial de mercado da solução proposta, a partir da capacidade de agregar valor à cadeia produtiva de Caxias do Sul e região.

Publicidade

À tarde, o grupo de avaliadores se reúne para, com base na análise do desempenho das startups nas etapas anteriores da pré-aceleração e no pitch-day, definir as cinco que passarão pelo processo de aceleração, para o qual receberão até R$ 200 mil cada. Os recursos provém de um grupo de investidores ligado ao Instituto Hélice. O anúncio dos vencedores ocorre na próxima semana.

Estruturação do Programa

* Com a proposta de fomentar startups voltadas à resolução de problemas reais e à geração de inovação para a cadeia produtiva de Caxias do Sul e região, o programa de aceleração do TecnoUCS, da Ventiur e do Instituto Hélice se iniciou com uma chamada pública que recebeu 115 inscrições, sendo 10% originárias da região da Serra, 52% de outras regiões do RS e 38% de outros Estados.

Publicidade

* Destas, 29 foram escolhidas para a pré-aceleração, que contou com dois eventos de capacitação e avaliação, em 13 e 14 de setembro e 3 e 4 de outubro, reunindo cerca de 60 empreendedores. As participantes apresentaram produtos e serviços nos setores de Finanças e Seguros; Logística e Mobilidade; Indústria e Automação; Serviços/Processos; Varejo; Turismo; Recursos Humanos; Alimentação e Mercado Imobiliário.

* Da fase anterior, foram classificadas 12 finalistas que se apresentam neste sábado, no pitch-day. Cinco serão escolhidas para a fase de aceleração, recebendo aporte de até R$ 200 mil para impulsionamento do negócio.

* O programa tem como meta a captação, junto ao grupo de investidores, de R$ 4,5 milhões para a aceleração de, no total, 20 empreendimentos. Com isso, depois deste primeiro ciclo, haverá mais três para seleção de mais cinco startups cada.

O INSTITUTO HÉLICE

O Instituto Hélice constituiu-se, neste ano, como personalidade jurídica formada pelas Empresas Randon, Marcopolo, Móveis Florense, Soprano, Metadados e pelo TecnoUCS como instituições mantenedoras. Outras seis organizações são associadas (Faculdade da Serra Gaúcha, Rede Sim, Sicredi, Sistema Saúde Integral – SSI, Thyssenkrupp e Unimed Nordeste/RS) e há, ainda, a categoria de apoiadores.

Destina-se a fomentar o desenvolvimento de negócios inovadores de base tecnológica na região, por meio da aproximação das startups com organizações consolidadas, desenvolvendo soluções para problemas reais das empresas e gerando inovações em produtos, processos e serviços, colocando Caxias do Sul e região no mapa dos ecossistemas inovadores do país.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar