Caxias do SulDestaque

Caxias do Sul: Programa de Apadrinhamento muda nome e logo

Anúncio ocorreu durante o "Café com os Dindos", neste sábado

O Programa de Apadrinhamento da Associação Jesus Senhor, parceira da Fundação de Assistência Social (FAS), promoveu, na manhã deste sábado (26/10), o “Café com os Dindos” com objetivo de reforçar alguns objetivos do programa, como proporcionar momentos afetivos e de lazer com os acolhidos. Além disso, o encontro também apresentou o novo logo e nome do programa. Agora, o Apadrinhamento se chama Apadrinhe e leva o consigo a frase “faça um coração pulsar de alegria”.

Durante o café, a diretora de Proteção Social Especial de Alta Complexidade da FAS, Eler Sandra de Oliveira, explicou para as madrinhas e padrinhos afetivos como funciona o acolhimento institucional de crianças e adolescentes no município. Além disso, os padrinhos partilharam algumas situações que vivenciaram com os afilhados e tiraram suas dúvidas junto à equipe do Apadrinhe.

“Quando os acolhidos, sejam crianças ou adolescentes, são apadrinhados afetivamente, a relação que eles desenvolvem com os dindos os transforma para melhor. Já que o papel do apadrinhamento afetivo, além de proporcionar vivências diferentes, é de dar atenção, carinho e cuidado de maneira exclusiva ao afilhado. Isso promove um desenvolvimento mais saudável ao acolhido, pois ele vivencia um vínculo fora do abrigo ou casa-lar”, pontua a diretora.
A equipe técnica do Apadrinhe também reforçou alguns fluxos de atividades para o período de férias escolares dos afilhados e também como o funciona o processo para que os padrinhos e madrinhas façam viagens de curto período com os afilhados. As férias escolares são o momento em que os acolhidos estão mais ociosos e não desenvolvem muitas atividades fora do serviço de acolhimento.

Apadrinhe: faça um coração pulsar de alegria

O novo logo e nome do programa foi criado de maneira voluntária pela agência Planet House Propaganda. A escolha das cores, nome e traços da marca foram escolhidos por transmitir o principal objetivo ao apadrinhar: de proporcionar momentos de afetividade a uma criança ou adolescente acolhido, utilizando espaços diferentes dos abrigos e casas-lar.

“Essa marca representa exatamente a essência do que é o Apadrinhe. O coração lilás, que está por fora, tem os traços mais grossos e envolve o coração vermelho de dentro, fazendo alusão ao papel desempenhado pelo dindo, seja ele provedor, afetivo ou prestador de serviço. O logo por completo mostra o carinho e o cuidado que os afilhados recebem de suas madrinhas ou padrinhos, quando eles recebem atenção e um olhar mais individual em alguma atividade ou ação que estejam realizando”, comenta a coordenadora do Apadrinhe, Carolina Scur Bisi.

O Apadrinhe oferece três modalidades para se tornar padrinho de um acolhido: afetivo, provedor e prestador de serviços. A modalidade de apadrinhamento afetivo é destinada para pessoas que disponibilizam seu tempo para participar da vida do afilhado e, conforme a relação for desenvolvida, pode recebê-lo em casa. Já o padrinho provedor oferece suporte financeiro ou material para as atividades desenvolvidas dentro ou fora dos abrigos e casas-lar. O apadrinhamento de prestação de serviço utiliza a mão de obra do padrinho para atender às demandas dos acolhidos.

Todos os padrinhos e madrinhas participam de uma capacitação sobre o Apadrinhe para entenderem como funciona o processo de apadrinhar uma criança ou adolescente acolhido. Quem tem interesse em fazer parte do Apadrinhe pode entrar contato pelo telefone (54) 3537.1800. A sede está situada na rua Joaquim Nabuco, nº 336, no bairro Panazzolo.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo