Caxias do Sul

Caxias em Movimento lota Teatro Pedro Parenti

O Caxias em Movimento, em mais uma noite de apresentações gratuitas, trouxe para o palco do Teatro Municipal Pedro Parenti cinco coreografias de três grupos locais diferentes. Eles se revezaram durante, aproximadamente, uma hora de espetáculo na última quarta-feira (06/11).

O primeiro a se apresentar foi a Escola Preparatória de Dança da Secretaria Municipal da Cultura (SMC), que trouxe o espetáculo Ábaco, inspirado no histórico diálogo entre a matemática e a arte.

Publicidade

“Os conceitos coreográficos específicos surgiram a partir da identificação de conteúdos em comum, estudados atualmente pelos alunos em matemática, dentro de suas respectivas escolas de ensino regular”, explicou o diretor artístico da Cia. Municipal de Dança de Caxias do Sul e da Escola Preparatória de Dança SMC, Matheus Brusa.

O diretor acrescenta que a trilha sonora foi criada especificamente para o trabalho, reforçando a conexão e interdependência entre a música e o conteúdo. “O metrônomo é propositalmente audível na trilha, pois consiste em um dos pilares do conceito, medindo, pontuando, organizando e situando temporalmente de forma simétrica/linear”, contou.

Publicidade

Em seguida, foi a vez da escola JDance Estúdio de Dança, que veio com os espetáculos “Hexágono” e “Engrenagem”. O coreógrafo, Wellington de Souza, revelou que teve contato com a dança aos nove anos e, desde o início, o seu foco foi fazer disso uma profissão, para ajudar outras pessoas como ele.

Fotos: Noriana Behrend

“Eu venho de uma comunidade bem carente, onde temos poucas opções e, na dança, eu enxerguei uma oportunidade de mudar a minha realidade e a de outras pessoas. Isso influencia no meu trabalho, tanto que as coreografias apresentadas aqui foram pensadas sob um viés mais experimental, que possibilitasse aos espectadores uma reação diversa e levasse a uma interpretação pessoal, ou seja, o tema é bem abstrato”, explicou.
Já o La Serrana Flamenco del Sur expressou toda a sua latinidade, por meio de duas coreografias: “Bulerias” e “Soleá por Bullerias”. Uma dança marcada por passos firmes e que remeteram ao sapateado e a um figurino elegante.

As apresentações agradaram ao público que lotou o teatro. A cozinheira, Renata Soares, veio prestigiar a filha Sara, de nove anos, que entrou para a EPD recentemente.

“Ela está na turma de iniciantes. Essa é a sua primeira apresentação e eu estou cheia de orgulho e ansiedade para vê-la dançar. Eu tenho outros quatro filhos, a minha mais velha também começou na EPD e hoje está numa outra cia.”, contou.
A próxima apresentação de grupos de danças locais acontece nesta quinta-feira (07/11), também no Teatro Pedro Parenti, na Casa da Cultura, às 20h. Os grupos locais que se apresentarão nesta segunda noite de espetáculo são: Ballet Margô (Estação, Brilhar e Alegrias); De Lá Pra Cá Danças Brasileiras (Mãe Suzana); Estilo Tribal Caravan (Existence); Escola de Dança na Ponta do Pé (Tons); JP Danças Urbanas (Se Não é Dança, Então é o Quê?); Escola Preparatória de Dança (Impressões e Experimento Urbano); Escola de Dança Bruna Maccari (Fluxo); e Rakaça Troupe (Dança Kalbeliya).

A 10ª edição do Caxias em Movimento segue até o próximo domingo (10/11) e reúne artistas, grupos, companhias, escolas e profissionais da dança em uma programação que inclui apresentações, mostras e oficinas.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar