DestaqueNovo Hamburgo

“Matéria-prima” do Ecoponto vira novos produtos

Transformar materiais descartados pela população em produtos que podem ser considerados verdadeiras obras de arte. Esta é a missão há dez anos do artesão Adelar Moratto do bairro Santo Afonso. Madeiras de demolição, bambus, janelas, portas e vidros são reciclados e tomam formas de mesas, cadeiras e outras peças.

O morador da Rua Costa Rica sempre vai ao Ecoponto do bairro, que é administrado pelas secretarias de Meio Ambiente e de Obras de Novo Hamburgo, para retirar a “matéria-prima”. “Vou com meu carro e sempre trago para minha casa vários tipos de madeiras e vidros, trabalhando para transformá-los em diversos utensílios”, explicou Moratto.

Publicidade

O artesão faz parte do programa Economia Solidária e os produtos já foram levados para vários estados brasileiros e também para o exterior, sendo o trabalho realizado de forma artística, respeitando o formato das peças que são recolhidas, sem mudar a estrutura do material.

Moratto também utiliza um pirógrafo para desenhar nas peças. Portas chaves, porta vinho e champagne, pratos de madeira, mesas de centro, tábuas de carne, chaveiros de sementes, cuias, copos, colheres e até bebedouro de vidro são confeccionados. “Gosto muito do trabalho que faço, retirando do lixo e dando formas diversas para a utilização das pessoas”, contou.

Publicidade

Exposição dos trabalhos

Nesta quarta-feira, dia 11, e quinta-feira, 12, uma exposição com as obras do artesão estará no saguão do 2º andar do Centro Administrativo Leopoldo Petry.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar