DestaquePelotasRio Grande do Sul

DNIT analisa qualidade da água no trecho de duplicação da BR-116/RS

Mais de 20 Programas Ambientais estão previstos para serem executados durante as obras de duplicação

Ao longo dos 211,22 quilômetros de duplicação da BR-116/RS que interligam as cidades de Guaíba a Pelotas, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT monitora 15 corpos hídricos que interceptam o empreendimento. As coletas são realizadas a cada três meses para acompanhar se há variações na qualidade da água em decorrência das atividades construtivas. A 30ª campanha acontece nestas terça e quarta-feiras (14 e15/01).

Publicidade

Nos nove lotes da duplicação são monitorados 30 pontos, dois em cada arroio, sendo um onde não há a interferência da obra (montante) e o outro onde existem serviços relacionados ao empreendimento (jusante). Compara-se dados como turbidez, salinidade, temperatura, pH, entre outros, com os resultados de campanhas anteriores. Alguns parâmetros são registrados ainda em campo em aplicativo digital, agilizando o processo de análise, enquanto outros precisam ser observados em laboratório.

O Programa de Monitoramento da Qualidade da Água está previsto no Plano Básico Ambiental da duplicação da BR-116/RS, empreendimento licenciado e fiscalizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Mais de 20 Programas Ambientais estão previstos para serem executados e/ou supervisionados por uma equipe de Gestão Ambiental para que as obras avancem com um bom desempenho ambiental.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.