Publicidade
DestaqueRio Grande do Sul

DNIT analisa qualidade da água no trecho de duplicação da BR-116/RS

Mais de 20 Programas Ambientais estão previstos para serem executados durante as obras de duplicação

Ao longo dos 211,22 quilômetros de duplicação da BR-116/RS que interligam as cidades de Guaíba a Pelotas, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT monitora 15 corpos hídricos que interceptam o empreendimento. As coletas são realizadas a cada três meses para acompanhar se há variações na qualidade da água em decorrência das atividades construtivas. A 30ª campanha acontece nestas terça e quarta-feiras (14 e15/01).

Nos nove lotes da duplicação são monitorados 30 pontos, dois em cada arroio, sendo um onde não há a interferência da obra (montante) e o outro onde existem serviços relacionados ao empreendimento (jusante). Compara-se dados como turbidez, salinidade, temperatura, pH, entre outros, com os resultados de campanhas anteriores. Alguns parâmetros são registrados ainda em campo em aplicativo digital, agilizando o processo de análise, enquanto outros precisam ser observados em laboratório.

O Programa de Monitoramento da Qualidade da Água está previsto no Plano Básico Ambiental da duplicação da BR-116/RS, empreendimento licenciado e fiscalizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Mais de 20 Programas Ambientais estão previstos para serem executados e/ou supervisionados por uma equipe de Gestão Ambiental para que as obras avancem com um bom desempenho ambiental.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar