DestaqueSão LeopoldoVale do Sinos

35 pássaros são resgatados em três casas no bairro Santo André

As aves são das espécies canário-terra, azulão, coleiro, trinca-ferro, cardeal, fim-fim, tiê-preto, pintagol, quem-te-vestiu e sanhaço-frade

Nesta quarta-feira (22), uma ação integrada do Grupamento de Defesa Ambiental, da Guarda Civil Municipal (GCM), da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmam) de São Leopoldo e agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) resgataram 35 pássaros em três casas no bairro Santo André. Os agentes identificaram os suspeitos que tentaram vender os pássaros através das redes sociais. Os animais foram soltos no Parque Imperatriz Leopoldina

De acordo com as informações do GDA, as aves são das espécies canário-terra, azulão, coleiro, trinca-ferro, cardeal, fim-fim, tiê-preto, pintagol, quem-te-vestiu e sanhaço-frade. Ao todo foram destruídas 28 gaiolas. Os infratores foram autuados e intimados a comparecer à Draco para prestar esclarecimentos.

Publicidade

O inspetor responsável do GDA, Nilton César de Oliveira, destacou que duas casas das três casas pertenciam ao mesmo proprietário. “Essas duas casas pertenciam à mesma família. As operações em conjunto são importantes, pois conseguimos apurar mais denúncias e investigações levando melhores resultados para a população”, afirmou.

A lei Nº 9.605 estabelece que matar perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente é considerado crime.

Publicidade

Denúncias

A população pode realizar denúncias através dos números da Ouvidoria 156 e da GCM 153.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar