Região MetropolitanaSaúde

Canoas: Campanha de vacinação atinge 78% do público-alvo

Dados evidenciam sucesso na imunização dos canoenses

A Campanha de Vacinação contra a gripe está em sua terceira e última etapa direcionada aos grupos prioritários, antes das doses serem disponibilizadas pelo Ministério da Saúde ao público em geral. Em Canoas, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), realizou, entre os dias 23 de março e a última quarta-feira (20), a imunização de 78% da cobertura pretendida, aplicando doses em mais de 72.300 moradores. Nesta edição, diferentemente de anos anteriores, idosos, crianças com idade entre 6 meses e 6 anos, gestantes, puérperas e deficientes físicos recebem a imunização em suas residências para evitar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o levantamento realizado pelo Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), do Ministério da Saúde, além do número geral de vacinas aplicadas contra a gripe, Canoas possui índices positivos e é destaque na proteção aos idosos, com 128,56% da cobertura atingida e mais de 48.100 doses aplicadas; e profissionais da saúde, com 117,64% do público alcançado. Comparados à média do Rio Grande do Sul, os dados reforçam o sucesso da campanha no município ao apresentarem porcentagens maiores do que o macrorregional, que alcançou 75% dos gaúchos; 112,17% dos idosos e 106,7% dos agentes sanitários.

A segunda etapa da campanha, de menor procura em todo o país e realizada a partir do dia 27 de abril, vacinou mais de 18 mil canoenses nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Clínicas de Saúde da Família (CSFs). Segundo a SMS, 1.587 profissionais das forças de segurança e salvamento, 678 trabalhadores do transporte coletivo e 258 funcionários do sistema prisional receberam a imunização em seus respectivos locais de trabalho. Aproximadamente 17 mil portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, mil indivíduos privados de liberdade, 836 caminhoneiros e cerca de cem adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas protetivas também participaram da campanha.

Já na terceira fase, em andamento desde o dia 11 de maio, os profissionais da saúde vacinaram mais de 8.320 crianças, o que representa 32,89% do público infantil; 1.264 gestantes; 587 professores das redes pública e privada de ensino; 182 mães com menos de 45 dias do parto; e mais de 4.458 adultos de 55 a 59 anos, alcançando 26,13% da meta deste grupo-alvo. Além das crianças com idade entre 6 meses e 6 anos, o atendimento segue ocorrendo nas residências de grávidas, puérperas e portadores de deficiência que agendarem através da Central de Atendimento da Prefeitura de Canoas, pelo telefone (51) 3425.7681, das 8h às 20h, de segunda a sexta-feira.

Para a moradora do bairro Mathias Velho, Miriam Elisandra, o temor provocado pela chegada da Covid-19 no município lhe deixava insegura de levar sua filha à Unidade Básica de Saúde mais próxima, mas a iniciativa adotada pela atual gestão municipal permitiu a proteção contra a gripe sem tamanha preocupação. “Os agentes vieram até nós e evitaram que minha filha saísse e se arriscasse ao coronavírus. Não teve crise nenhuma de choro. Geralmente ela costuma chorar, e para mim foi muito importante”, frisa.

Residente do bairro Guajuviras, Raquel Cardoso, assistiu sua mãe e o filho receberem a imunização sem precisar se deslocar até o posto de saúde. “Minha mãe já tinha sido vacinada no começo, e agora vacinaram meu filho. A vacina não previne contra o coronavírus, mas prevenindo contra a gripe já é uma preocupação a menos”, alega.

O secretário municipal da Saúde, Fernando Ritter, avalia que a campanha exigiu desde a sua preparação esforços de inúmeros servidores do poder executivo. “A operação para vacinar boa parte do público-alvo foi bastante complexa e exigiu um trabalho coordenado da nossa secretaria em parceria com a Fundação Municipal de Saúde e Guarda Municipal. Foi graças ao trabalho dedicado de centenas de servidores que conseguimos imunizar milhares de canoenses no conforto de casa”, explica.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo