Novo Hamburgo

Mulher de 55 anos é o 10º óbito por Covid-19 em Novo Hamburgo

A Prefeitura de Novo Hamburgo informa com pesar que, infelizmente, mais uma moradora do município faleceu em decorrência da Covid-19. Trata-se de uma mulher de 55 anos, residente no bairro Liberdade, que estava internada em um hospital da rede privada da cidade. O óbito ocorreu ontem. Ela tinha doença cardíaca e diabetes.

Publicidade

O resultado positivo para Covid-19 foi recebido no dia 16 de junho depois de testagem pelo método RT-PCR.

Este é o 10º óbito de moradores do município provocado pelo coronavírus.

Ações para enfrentar o aumento no número de casos de Covid

A Prefeitura de Novo Hamburgo está se organizando para dias de intensa procura por atendimento médico em razão da Covid-19. A exemplo do que vem sendo realizado desde o princípio, o Município vem atuando em duas frentes distintas, mas que se completam: na ampliação da estrutura de atendimento e na conscientização da população para evitar aglomerações e insistir no achatamento da curva de contágio.

“Estamos chegando naquele momento em que sempre alertamos: aumento considerável de casos. As pessoas precisam entender que é fundamental evitar atividades sociais. Nosso principal problema tem sido as aglomerações em bares nos bairros, reuniões e festas domiciliares com grande número de pessoas”, alerta o secretário municipal de Saúde, Naasom Luciano.

A prefeita Fátima Daudt lembra que é fundamental o envolvimento de todos nesta luta. “É impossível colocar um fiscal em cada esquina ou tendo que atender chamados de festinhas particulares. Agora é a hora de sermos hamburguenses “raiz”, buscar no chão desta cidade a força para combater a maior crise sanitária aqui vista”, acrescenta.

Fátima relembra que o encontro de terça-feira com entidades empresariais teve justamente este propósito, o de chamar todos em uma grande campanha contra aglomerações. “É isso que precisamos! Levanta hamburguense! Coloca no bolso máscaras e entregue ao amigo que acha bobagem usar. Converse com o vizinho festeiro e diga que este não é o momento para comemorações. Não vá ao shopping ou lojas para passear. Para ir ao supermercado, basta uma pessoa por carrinho”, exemplifica.

AÇÃO IMEDIATA NA AMPLIAÇÃO NA ESTRUTURA DO HOSPITAL MUNICIPAL:

MAIS UTI: O Hospital Municipal de Novo Hamburgo intensificou nesta quarta-feira a restruturação para viabilizar 20 leitos de UTI destinados unicamente para a Covid.

Além de outros 20 leitos para outras patologias (sendo dez leitos semelhantes à UTI e dez intermediários). A Prefeitura também assinou a contratação de dez leitos de UTI com empresa RTS Rio S/A (a mesma que fornece para o Ministério da Saúde). O município está gerenciando para que a entrega ocorra o mais rapidamente possível.

MAIS LEITOS CLÍNICOS: O Hospital Municipal também já tem preparado mudanças em sua estrutura para destinar mais leitos clínicos para internação de pacientes com Covid tanto na ala Andorinha (já destinada para a pandêmia), quanto em outras alas do hospital (devidamente isoladas).

AÇÃO IMEDIATA NA MOVIMENTAÇÃO JUNTO À SOCIEDADE:

RESTRIÇÕES A ATIVIDADES SOCIAIS NOTURNAS: Publicação do decreto 9273/2020, que restringe as atividades noturnas a partir das 20 horas. Fica excepcionado o funcionamento das atividades essenciais, supermercados, padarias, postos de combustível e instituições de ensino que já possam retomar suas atividades.

MAIS CONSCIENTIZAÇÃO: Reunião nesta terça-feira com entidades empresariais para que se envolvam na luta contra o coronavírus para além de seus estabelecimentos, procurando a conscientização de todos contra aglomerações e pelo uso de máscaras;

Campanha da Prefeitura com todos os moradores, inclusive os da periferia, com distribuição de panfletos, utilização de carros de som, rádios e jornais, alertando contra aglomerações e quanto ao perigo do coronavírus.

MAIS RIGOR NA FISCALIZAÇÃO: Central de Fiscalização, criada em abril, especialmente para agir na pandemia, teve sua ação normatizada na semana passada, tornando-a mais rigorosa. Em casos de reincidência, a central está suspendendo temporariamente o alvará de funcionamento, mas há ainda penalidades que vão desde multa, interdição parcial ou total do estabelecimento, cancelamento de autorização para funcionamento da empresa e até cancelamento do alvará ou intervenção no estabelecimento que receba recursos públicos de qualquer esfera.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.