Região MetropolitanaVale do Sinos

Mortes no trânsito de Canoas caem pela metade no primeiro semestre deste ano

Número de óbitos nos últimos seis meses é 50% menor do que o registrado no mesmo período de 2019

Dias após a constatação histórica de um mês sem homicídios, Canoas celebra outra conquista de impacto positivo na segurança dos moradores, agora, relacionada ao trânsito. Ao contrário de outras grandes cidades gaúchas, o primeiro semestre deste ano foi de redução significativa da violência no setor canoense. A informação foi divulgada pela Unidade de Estatística e Controle da Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade (SMTM) e aponta a queda de metade das fatalidades ocorridas entre janeiro a junho deste ano, com nove casos, se comparadas ao mesmo período de 2019, com 18 mortes.

Publicidade

De acordo com o levantamento, os meses de março e abril passaram ilesos aos acidentes graves e não tiveram sequer um óbito. A diminuição é ainda maior se comparada com os números de 2010, ano que a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a década da segurança no trânsito pela alta vulnerabilidade de crianças, pedestres, ciclistas e pessoas idosas no mundo inteiro. O primeiro semestre de uma década atrás obteve 26 mortes em Canoas, número 65% maior do que o encontrado no período recente.

“Marcando o compromisso de salvarmos vidas, nossa gestão foi a que mais investiu na fiscalização do trânsito na história da cidade. Apostamos pesado na revitalização de mais de 90 km de asfalto, monitoramento do tráfego, conscientização dos moradores, sinalização das vias e outras necessidades que fazem a diferença na segurança”, afirma o secretário municipal de Transportes e Mobilidade, Ademir Zanetti. A conquista do trânsito torna-se ainda mais especial neste período de pandemia do novo coronavírus ao evitar que acidentes graves ocasionem a internação de vítimas em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Referente à sinalização, foram mais de 15 mil m² de vias pintadas e 372 placas instaladas neste ano. Somente em 2019, cerca de 28 mil materiais educativos foram entregues à população através de blitze específicas, ações em escolas e demais atividades em todos os bairros. Outra iniciativa adotada pelo governo e que influencia os resultados é a aplicação de recursos em inteligência para a prevenção da acidentalidade. Exemplo disso é a implantação do conjunto semafórico no cruzamento das avenidas Santos Ferreira e Farroupilha, no bairro Marechal Rondon, local que registrava muitos acidentes e que hoje está todo revitalizado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.