DestaqueVale do Sinos

Canoas continua com adoções de animais, mesmo em meio à pandemia

Adoção de cães, gatos e cavalos cresceu 50% com o isolamento social

Mesmo com as restrições de acesso e atendimentos em função das regras de distanciamento social para evitar a propagação do novo coronavírus, o Centro de Bem-Estar Animal de Canoas (CBEA) continua realizado adoções de cães, gatos e cavalos.

Publicidade

De acordo com a secretária dos Direitos dos Animais, Mari Celeste Cancelli dos Santos, desde o dia 23 de março, foram adotados 66 animais, entre cães, gatos e cavalos, o que representa um aumento de 50% em relação a outros períodos sem isolamento social. “Mesmo com as restrições de atendimento, não vamos parar de realizar as adoções, porque entendemos que este é um ato de amor e que muitas pessoas estão precisando da companhia de um bichinho neste período, em que a pandemia nos isola do contato com outras pessoas”, comenta Mari.

Quem tiver interesse em adotar pode comparecer ao Centro de Bem-Estar Animal de Canoas, das 9h às 16h, com a utilização de máscara e acesso individual no local. “Todos os animais já estão castrados, vacinados e desverminados. Os interessados passarão por uma entrevista e precisarão preencher uma ficha e um termo de adoção”, explica Mari.

A secretária ainda afirma que é necessário apresentar documento de identidade, CPF e um comprovante de endereço. O CBEA ainda realizará um acompanhamento posterior para verificar as condições dos animais adotados. O Centro fica localizado na avenida Boqueirão, 1985, no bairro Igara.

Animais resgatados de maus-tratos

Os 131 animais disponíveis para adoção foram resgatados de maus-tratos ou de tutores denunciados por violações dos direitos dos animais. Atualmente, o CBEA conta 120 cães, sete gatos e quatro cavalos. Mari ressalta que os interessados devem, antes de adotar, refletir sobre a responsabilidade do ato. “Ter um animal de estimação exige muito cuidado e esforço, por isso, pedimos para que as pessoas reflitam sobre suas condições de cuidar de um animal depois que a pandemia passar”, completa.

Fiscalização e denúncia de maus-tratos

As denúncias de maus-tratos devem ser realizadas de forma emergencial para a Guarda Municipal no telefone 153, para a Fiscalização da Secretaria Extraordinária dos Direitos dos Animais pelo telefone 51 3429-2924 ou pela Central de Atendimento ao Cidadão (CAC), no 0800510-1234. Também pode ser feito boletim de ocorrência nas delegacias de polícia de forma presencial ou on-line, no endereço www.delegaciaonline.rs.gov.br, devendo, neste caso, aguardar o deferimento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.