Caxias do SulSerra Gaúcha

Escolas Municipais de Caxias recriam a comemoração do Dia Do Estudante

No dia 11 de agosto estudantes são homenageados de maneira peculiar

As comunidades escolares lembraram especialmente dos homenageados nesse dia 11 de agosto, em meio à pandemia, dando especial evidência à razão maior de toda rede, que são os estudantes.
O surgimento da comemoração nasceu em 11 de agosto de 1827, quando o Imperador D. Pedro I instituiu no Brasil os dois primeiros cursos de ensino superior do país nas áreas de Ciências Jurídicas e Ciências Sociais. Antes, o acesso aos cursos superiores era limitado às famílias com posses, que tinham de deixar o Brasil para estudar na Europa”. Sucessivamente outros cursos superiores foram criados no país. A data celebra um direito básico dos cidadãos, e uma fase da vida onde nos dedicamos à busca do conhecimento, através do estudo constante sobre os temas que nos rodeiam.

As escolas da rede municipal de ensino seguem trabalhando, com horários e atendimentos organizados, conforme bandeiras e legislação vigentes adequados a este momento. Os recursos digitais são utilizados em todos os contextos e, no dia dedicado aos estudantes, as homenagens que promovem interações são criativas. Desde as páginas no Facebook, uma das formas com que as famílias mais se adaptam, além do WattsApp, tudo foi pensado para que todos sejam sensibilizados.

Vagner Peruzzo, diretor da Escola Municipal de Ensino Fundamental Presidente Tancredo de Almeida Neves, afirma que a educação transforma. Nessa perspectiva, o professor e sua equipe aproveitaram para chamar os estudantes para entrega e busca de novos estudos monitorados justamente nesta terça-feira, preparando uma surpresa para os estudantes, com apoio da Fundação Marcopolo.
“O dia do estudante em casa é chato, porque é mais difícil de aprender, porque não tem o professor para explicar pertinho e nem os colegas para trocar ideias. A gente até combina horário para buscar as atividades pra se ver, mas ficamos longe um do outro. Na escola é mais fácil, tem luz forte, é colorido, tem dicionário, televisão, internet”, diz Anderson Souza Nepomuceno, estudante do 8º ano do Tancredo, em mensagem por WattsApp
“Neste momento de distanciamento, que a gente nunca imaginou que vivenciaríamos, a escola não pode ficar distante dos estudantes. A escola tem sua essência na aprendizagem, mas, antes de tudo no bem-querer dessas crianças. Então é com muito carinho que organizamos uma homenagem na nossa página”, conta Daniele Rampazzo Coltro, diretora da Escola São Vicente de Paulo (https://www.facebook.com/EMEF-S%C3%A3o-Vicente-de-Paulo-106779381030655).

A EMEF José Protázio de Souza organizou um post para homenagear seus alunos “Enquanto equipe gestora, decidimos publicar um post com as felicitações pelo Dia do Estudante para valorizar as crianças e adolescentes nesse momento ímpar que estamos vivendo. Essas pequenas ações fazem com que possamos fortalecer o vínculo afetivo com a comunidade e, além disso, demonstrar o reconhecimento do trabalho dos estudantes e suas famílias para a construção dos processos de ensino e aprendizagem”. O Bonequinho representado no post é o mascote da escola e representa todos os estudantes.

Assim como as escolas Tancredo de Almeida Neves, José Protázio de Souza e São Vicente, várias escolas municipais utilizam outros recursos para lembrar a importância de cada estudante para o cotidiano escolar. A equipe gestora da Secretaria Municipal da Educação (Smed), através da direção pedagógica, se enche de esperança ao perceber o engajamento das escolas nesse período.“Desde o início, dissemos que nosso compromisso seria fazer chegar a todos estudantes a aprendizagem. Esta se concretiza em forma de diversas ações”, emociona-se a titular da Smed, Flávia Vergani. “As ações da Smed sensibilizam as equipes diretivas, o que considero uma vitória dia a dia”, conclui.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo