Publicidade
CanoasRegião MetropolitanaVale do Sinos

Canoas distribui alimentos à população vulnerável durante a pandemia

Milhares de canoenses em situação de vulnerabilidade contam com assistência do município

Desde que a Covid-19 foi categorizada como pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em março, a Prefeitura de Canoas amplia as ações sociais para proteger a população em situação de vulnerabilidade. Com o agravamento da crise econômica, o número de canoenses que antes demandavam auxílio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social (SMDS) triplicou. Assim, uma série de medidas são tomadas no município a fim de evitar a propagação do coronavírus e garantir assistência aos que estão mais expostos à doença.

Para o prefeito, Luiz Carlos Busato, a assistência municipal tem feito toda a diferença em um momento de extrema dificuldade na casa de inúmeras famílias. “Além dessas ações que fornece alimento, higiene e medicamento a domicílio para evitar a exposição das pessoas ao vírus, vacinamos quase 50 mil idosos em casa e também crianças e grávidas”, recorda Busato.

Publicidade

Veja abaixo algumas das ações realizadas:

Idosos atendidos em casa

Para cuidar de quem compõe e público mais vulnerável aos sintomas graves da covid-19, a Prefeitura de Canoas passou entregar mensalmente as mais de 900 cestas de alimentos do programa Cidadania Alimentar diretamente nas residências dos idosos. Até o momento, foram mais de 4.740 entregas realizadas.

Entrega de kits de higiene para a população em situação de rua

Cerca de duzentos kits de higiene pessoal foram entregues para suprir a carência da população em situação rua. Junto deles, orientações preventivas foram repassadas para auxiliar na prevenção ao vírus.

Distribuição de cestas básicas

Segundo a Diretoria de Segurança Alimentar e Inclusão Produtiva da SMDS, a média mensal de cestas distribuídas triplicou. Ao todo, desde o início da pandemia, quase 20 mil sacolas de alimentos foram entregues em residências da cidade, para evitar aglomerações.

Milhares de doações foram arrecadadas

A Defesa Civil, que coordena a campanha Ajudar Não Tem Hora, arrecadou mais de cinco toneladas de alimentos, 18,5 mil agasalhos, além outros itens como utensílios domésticos. Estes materiais foram distribuídos à população carente pelo próprio órgão, respeitando um rigoroso planejamento para evitar aglomerações e maior exposição de quem já está em situação de vulnerabilidade.

Auxílio transporte para 5 mil famílias

Diante crise que assola o país e ocasionou a perda da renda de inúmeros brasileiros, a Prefeitura de Canoas adotou uma medida inédita na história da cidade. Mais de 5 mil famílias em situação de vulnerabilidade social foram beneficiadas com auxílio transporte para facilitar a mobilidade em ocasiões de emergência, como procura por atendimento médico, oportunidades de emprego e retirada de doações.

A medida mira os canoenses vinculados aos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). A iniciativa também contempla os familiares de idosos e pessoas com deficiência que se enquadrarem nos mesmos critérios e solicitarem o auxílio.

Monitoramento constante

Prevendo o aumento de demandas durante o período da pandemia e mesmo enfrentando uma diminuição no quadro de servidores, devido ao afastamento de profissionais do grupo de risco, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social criou uma equipe volante para circular pela cidade atendendo a eventuais demandas, advindas inclusive de redes sociais, e relatos de lideranças políticas e comunitárias, conforme destaca a titular da pasta Luisa Camargo. Um exemplo são os relatos de pessoas em situação de rua, criando moradias fixas em locais públicos, que cresceram significativamente. Esse público é atendido pelas equipes de Assistência Social do município e encaminhado a instituições como o Albergue Municipal e os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) da cidade.

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo