Caxias do Sul

Prefeitura de Caxias do Sul lança campanha contra a esmola

Nesta segunda-feira (24), a Prefeitura de Caxias do Sul, por meio da Secretaria da Segurança Pública e Proteção Social, Secretaria da Saúde e Fundação de Assistência Social (FAS), com o apoio da Secretaria de Trânsito, Transportes e Mobilidade, lançou a campanha “Não dê esmola! Promova o Resgate da Cidadania”.

A campanha busca conscientizar a população caxiense sobre o importante papel na contribuição e desenvolvimento de possibilidades reais de inclusão social. Tem o objetivo de quebrar com o conceito que esmola ajuda. Mesmo com esta intenção, acaba-se contribuindo para que a pessoa permaneça em situação de rua, perpetuando relações de dependência química, exploração infantil e deixando expostas a todos os tipos de violência.

Segundo a FAS, há atualmente 20 pessoas pedindo esmola em 17 esquinas da cidade, principalmente na área central. “Nem todos os pedintes são pessoas em situação de rua; muitos possuem casa ou se hospeda em hotéis porque vem de fora da cidade. A esmola, na maioria dos casos, serve para sustentar a dependência química. Percebe-se que a procura aumenta no final do mês, pois o ganho com esmola é superior ao recebido no trabalho formal (alguns com rendimento superior a R$ 1 mil semanal). Então acredita-se muito em oportunismo, porque também muitos destes estão recebendo o auxilio emergencial do Governo Federal”, informa a Diretora de Proteção Social da Secretaria da Segurança, Raquel Dessoti.

O assessor da FAS ressalta que em cinco meses de 2020, o município investiu mais de R$ 3 milhões apenas em acolhimento de pessoas em situação de rua, mais do que todo ano de 2019. “Investimentos também mais de R$ 25 mil em auxílio mudança, estamos distribuindo centenas de cestas básicas, servimos 100 jantas, temos todos serviços da rede assistencial à disposição dessas pessoas e eles sabem aonde procurar o serviço”, informa Everson Furtado.

A diretora da Rede de Atenção Psicossocial da Secretaria da Saúde, Nívea da Rosa, argumentou também que os serviços psicológicos e psiquiátricos tanto para adultos, quanto para jovens estão sendo ampliados.

O prefeito Flávio Cassina cumprimentou pela campanha e reforçou que a Prefeitura investe 65% do seu orçamento em saúde, educação e na área social.

Caxias do Sul conta com diversos instrumentos e serviços especializados para o público de rua que possibilitam o fortalecimento de vínculos, o resgate da cidadania, cuidados com a saúde, prevenção de drogas, segurança e geração de emprego e renda. Como:

  • De assistência social – Cras, Creas, Centro Pop Rua, abordagem social e casas de passagem;
  • De Saúde – Caps, consultório de rua e unidade de acolhimento adulto; e
  • De Segurança Pública e Proteção Social – Guarda Municipal, Diretoria de Proteção Social, Coordenadorias da Mulher, Juventude, Acessibilidade, Igualdade Racial, Programa de Pacificação Restaurativa, Centro de Atendimento da Mulher e Centro de Informações ao Migrante.
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo