Novo Hamburgo

Novo Hamburgo lança livro dos 60 anos do Conselho de Educação

A história do mais antigo conselho municipal de educação do Brasil agora está contada em livro. A Secretaria Municipal de Educação (Smed) lançou nesta terça-feira, dia 15, a obra “Conselho Municipal de Educação de Novo Hamburgo: 6 décadas de história 1958-2018”. O lançamento ocorreu na Casa das Artes, com a presença de poucos convidados em respeito às orientações sanitárias de combate ao coronavírus. Além da prefeita Fátima Daudt; e da titular da Smed, Maristela Guasselli; participaram do ato o autor do livro, Dionísio Hatzenberger, e colaboradores; e conselheiros e ex-conselheiros de educação. A solenidade foi marcada ainda pelo convite da prefeita à secretária Maristela para que permaneça no cargo em sua próxima gestão.

Já na abertura, Hatzenberger, que é professor de História, lembrou que o livro foi um trabalho de muitas mãos, detalhou a pesquisa e resumiu os assuntos abordados nos capítulos do livro. Foram 18 meses de pesquisa e 1,8 mil páginas de documentos históricos consultados, além de entrevistas a várias pessoas. “Descobrimos que o protagonismo de Novo Hamburgo na educação remonta há muito tempo. A terceira escola mais antiga do Estado foi criada aqui, em 1832, e já em 1938 tínhamos três escolas municipais, muito antes de haver legislação definindo que a educação é obrigação do poder público”, resumiu.

O atual presidente do Conselho Municipal de Educação, professor Paulo Tiele, por sua vez, agradeceu a secretária Maristela por não ter esquecido de produzir o livro. Lembrou que o assunto surgiu em 2017, um ano antes do 60º aniversário do conselho. “Remexendo em nossa história, descobrimos que era o conselho mais antigo do Brasil em atividade, vimos que é um patrimônio da cidade que precisava ser resgatado”, contou. Tiele lembrou que a professora Marie Traude Schneider iniciou a compilação de documentos, mas teve que deixar a pesquisa por problemas de saúde.

Na sequência, a secretária Maristela lembrou os bastidores da produção do livro e reforçou que novas edições devem ser feitas, com atualizações de novas descobertas. “Destacou e agradeço muito a dedicação do professor Dionísio e demais pessoas envolvidas. Esta não é uma obra acabada, mas novas edições devem vir”, enfatizou. “Deixo aqui o agradecimento a cada um que fez e faz a história da educação de nossa cidade e deste conselho”, finalizou.

CONVITE

Em sua fala, a prefeita lembrou que também foi professora e destacou o quanto Novo Hamburgo, em toda a sua história, valoriza a educação. “E estamos caminhando no sentido de resgatar este posicionamento de destaque que a cidade tem na educação”, citou. Fátima pediu à secretária Maristela que separe exemplares do livro para que ela os leve em todas as viagens que fizer como prefeita a Brasília, onde pretende distribuir nos ministérios e gabinetes de deputados e senadores para reforçar esta relação histórica que a cidade tem com a educação.

Bastante emocionada com o momento, a prefeita também enalteceu o trabalho da secretária Maristela e aproveitou para convidá-la a seguir como titular da Smed. “Nada mais justo do que aqui, diante deste público seleto tão comprometido com a educação, que eu faça este convite a ti. Naturalmente, não espero que responda agora, mas torço para que o aceite, pois sua tua fã”, disse a prefeita. Após a solenidade, questionada pela imprensa, Maristela lembrou do convite anterior, há quatro anos, quando submeteu o assunto à família e que o marido, na oportunidade, disse que o brilho dos olhos dela era o aceite inquestionável; e que o brilho nos seus olhos estavam de volta.
A solenidade foi encerrada com a entrega de exemplares a conselheiros, ex-conselheiros e participantes da pesquisa e elaboração do livro.

O LIVRO

Em mais de 160 páginas, a obra destaca cada uma das seis décadas de história do Conselho Municipal de Educação (CME) e os principais desafios enfrentados em cada período. O livro foi produzido pela própria equipe da SMED e envolveu diferentes profissionais entre pesquisa, apresentação, revisão e projeto gráfico. O texto é assinado pelo professor e assessor Dionísio Felipe Hatzenberger que, além de consultas bibliográfica, teve acesso ao acervo de atas, resoluções e correspondências do CME, e entrevistou ex-presidentes, conselheiros e secretários.

Ficha técnica

Conselho Municipal de Educação de Novo Hamburgo: 6 décadas de história 1958-2018
168 páginas

  • Texto: Dionísio Felipe Hatzenberger
  • Apresentação: Helena Venites Sardagna
  • Colaboradores de pesquisa: Maristela F. R. Guasselli, Mateus Winck Pires, Neide Beatriz Rodrigues Vargas, Pedro Vinícius Francisco Reisdorfer e Silvana Maria Ramos
  • Revisão: Carlos Batista Bach, Joseane Matias, Helena Venites Sardagna
  • Projeto gráfico e diagramação: Eduardo Stieler Rodrigues, Júlia Schuh dos Reis
  • Capa: Carlos Alberto de Araujo Junior
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo