Publicidade
Pelotas

Canil de Pelotas tem 56 cães para adoção

Os animais, de diversos portes, podem ser visitados diariamente na sede localizada na BR-392, km 71, ao lado da Hospedaria de Grandes Animais

Ao todo, 56 cães esperavam por um lar definitivo no Canil Municipal de Pelotas nesta terça-feira (12). Resgatados em diversos bairros da cidade, os animais bravios, vítimas de maus-tratos, ou até com suspeita de doenças, recebem tratamento médico, alimentação e um ambiente saudável para morar, enquanto aguardam para serem adotados.

Segundo a responsável técnica pelo Canil, Cristiane Berçot, toda a adoção acarreta uma responsabilidade. “Os animais não são objetos ou brinquedos que podem ser jogados fora. Eles precisam de tempo, atenção, carinho e muitos cuidados”, esclareceu a veterinária.

Publicidade

Esse cuidado pode ser observado no tratamento recebido pelo pitbull Magno. Ele está em reabilitação, após ter sido encontrado em condições precárias. Segundo
Cristiane, a pata traseira esquerda do cão precisou ser amputada devido ao estado que se encontrava. “Hoje, ele se encontra saudável e à espera de um lar”, lembrou ela.

Cães para todos os gostos

De diferentes idades, portes e temperamentos, os animais abrigados no local podem ser visitados de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h30min e, aos sábados, domingos e feriados, das 9h30min às 16h. O Canil Municipal fica localizado na BR-392, km 71, ao lado da Hospedaria de Grandes Animais, perto do viaduto de acesso a Canguçu.

Em razão da pandemia de coronavírus, a direção do Canil solicita que os visitantes comuniquem todas as idas, previamente, por telefone, a fim de evitar aglomerações. O telefone para contato é o (53) 3271-0006.

Etapas para adoção de um “aumigo”

Os interessados em adotar um ou mais cachorros precisam passar por algumas etapas, até a hora de levar os bichinhos para casa. São elas:

entrevista com os responsáveis técnicos do Canil;
análise do ambiente onde o animal irá residir – que deve apresentar condições apropriadas para a saúde física e mental do animal, que não poderá ter acesso à rua sem que esteja acompanhado e munido de guia ou coleira;
assinatura do Termo de Adoção Responsável; e,
apresentação de documentos, como RG, CPF e comprovante de residência no ato da entrevista.

Alguns dos “aumigos” disponíveis para adoção no Canil Municipal. Fotos: Michel Corvello
Gatil

Ainda neste ano, o Canil Municipal terá um espaço destinado aos gatos. O Gatil, como será carinhosamente nomeado, receberá, inicialmente, sete felinos por vez. Os animais abrigados no local terão acesso a tratamento para diversas doenças, como a esporotricose (micose subcutânea causada pelo fungo Sporothrix schenckii, muito comum em gatos). Além disso, os animais também serão castrados e ficarão disponíveis para adoção.

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo