Publicidade
Novo HamburgoVariedades

Novo Hamburgo: Cultura lança edital para Canudos e Santo Afonso

CUFA será a entidade interlocutora com o setor

Por meio do Edital Ações Culturais das Comunidades, premiado pela Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), a Central Única das Favelas (CUFA) fará a seleção de agentes e iniciativas culturais nos bairros Canudos e Santo Afonso. Na manhã da última sexta-feira, 15 de janeiro, o secretário municipal da Cultura, Ralfe Cardoso, o diretor municipal de Cultura, Alex Lassakoski, o diretor do Gabinete de Gestão Integrada, Claiton Silva, e o diretor do Programa de Prevenção à Violência, Mauro Silva, estiveram reunidos com o representante da CUFA, Eduardo Cardoso, para conversarem sobre a aplicação do projeto em Novo Hamburgo, que será um dos 23 municípios que receberão os recursos do edital.

Realizado por meio da Chamada Pública nº 13/2020, o edital Ações Culturais das Comunidades é uma parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura (Sedac), Associação de Desenvolvimento Social do Norte do RS (ADESNRS), CUFA Frederico Westphalen e CUFA RS. A Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos será parceira na mobilização e capacitação nas comunidades. Este edital integra os esforços do Estado na aplicação da Lei Aldir Blanc, destinando os mais de R$14 milhões em recursos para 23 municípios e 63 comunidades que integram o Programa RS Seguro. Em Novo Hamburgo, o projeto será aplicado nos bairros Santo Afonso e Canudos.

Publicidade

A iniciativa, que integra o programa RS Seguro, busca alcançar as pessoas e coletivos que atuam na economia da Cultura e que de alguma forma não conseguiram acessar os demais editais de chamamento público culturais aplicados em âmbito municipal, como os editais da Lei Aldir Blanc e das Ações Emergenciais de combate à pandemia da covid-19. O objetivo principal é valorizar a cultura nos bairros Santo Afonso e Canudos, visando descomplicar o acesso aos editais para promover o acesso cultural nestas comunidades.

“O objetivo é alcançar as pessoas que não possuem um grande conhecimento em informática, ou que por alguma razão não conseguiram organizar um portfólio bacana para participar dos editais municipais. Também há o caso de pessoas que ficaram com medo da prestação de contas exigida, e o nosso foco é descomplicar para essas pessoas também poderem contar o recurso de editais”, explica Eduardo Cardoso.

As inscrições abriram às 15h da sexta-feira, 15 de janeiro, e se estendem até as 23h59 de 15 de fevereiro de 2021, uma segunda-feira. Para realizar a sua inscrição e buscar mais informações sobre o projeto, você pode acessar o site: www.acoesculturaiscomunidades.org. Outras formas de realizar as inscrições são através do e-mail acoesculturaisdacomunidade@gmail.com, pelo WhatsApp (21) 92043-7600, ou diretamente com os agentes e parceiros locais nas 63 comunidades.

Duas categorias estarão disponíveis para o inscrito: a modalidade de pessoa física pagará R$ 2.000,00 por projeto inscrito, via cartão pré-pago em uma parceria com o Banco Santander, e as modalidades de coletivos, com duas ou mais pessoas. Coletivos informais são os que não possuem CNPJ, e para estes serão destinados até R$ 5.000,00 em verbas. Os coletivos formais são os que possuem CNPJ, e para estes serão destinados R$ 10.000,00. A verba inicial prevista é de R$ 170.000,00. Ressalta-se que o proponente não precisa residir nos bairros Canudos ou Santo Afonso, mas precisa executar algo voltado a estes bairros. As propostas inscritas neste edital serão examinadas por um grupo formado por 61 jurados, organizado pela CUFA. As médias mais altas serão as aprovadas.

Para o secretário municipal da Cultura, Ralfe Cardoso, a inclusão de Novo Hamburgo nessa etapa estadual é resultado da articulação das políticas públicas nas áreas de Cultura e Segurança. “Será importantíssimo o acesso a mais esse recurso proveniente da Cultura. Teremos mais artistas locais reconhecidos e, portanto, atuando com ainda mais energia em nossa cidade”, detalha Ralfe.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo