Caxias do Sul

Atraso na fala em crianças cresce durante a pandemia

Há mais de um ano em isolamento social, medida adotada para combater a propagação do novo coronavírus, as pessoas foram forçadas a mudar seus hábitos na forma de trabalhar, estudar e se relacionar. Privadas da convivência fora de casa e também de poderem frequentar a escola de forma presencial, muitas crianças vêm apresentando atraso na linguagem e na fala, entre outros problemas.

Diante dessa situação, a fonoaudióloga caxiense Carla Dal’Alba, especialista em Motricidade Orofacial de crianças e adolescentes, desde o início da pandemia tem focado seus estudos e atendimentos para entender o fenômeno e poder auxiliar as crianças que vêm apresentando alterações em sua comunicação, atrasos na linguagem e na fala.

Para a especialista, muitas são as causas que provocam essa situação. “As crianças diminuíram o contato com amiguinhos, aumentaram o uso dos eletrônicos, diminuiriam a comunicação horizontal, ou seja, com outras crianças”, exemplifica. Segundo Dra. Carla, com o estímulo correto dos cuidadores e o auxílio de profissionais especializados, os pequenos apresentam melhora significativa.

A fonoaudióloga ainda explica que é comum os pais não saberem quando procurar ajuda. “Com três anos, por exemplo, é possível entender tudo que a criança fala, havendo erros gramaticais. Já aos cinco anos, fala frases completas e todos os sons da língua corretamente. Também é importante ficar atento à audição e aos distúrbios de leitura e escrita”. A consulta a um especialista é o mais recomendado para quem está com alguma dúvida.

Carla Dal’Alba atende em Caxias do Sul, na DNA Espaço de Saúde, localizada na Av. Julio de Castilhos, 2.773, sala 401. Também atua de forma remota, com atendimentos on-line pelo (54) 99975-0591.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo