São LeopoldoVale do Sinos

São Leopoldo é selecionada pelo Ministério da Saúde para participar de pesquisa sobre a covid-19

Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 (PrevCov) é uma das maiores no mundo

São Leopoldo foi selecionada entre as cidades brasileiras a participar da Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil (PrevCov), promovida pelo Ministério da Saúde. O estudo vai permitir um mapa da transmissão e do comportamento da covid no território nacional e também servirá como base para o desenvolvimento de novas estratégias de prevenção e combate. A fase de coleta de amostras de sangue dos moradores deve iniciar nos próximos dias nos bairros Arroio da Manteiga, Feitoria, Jardim América, Santa Teresa, Santo André, Santos Dumont, Scharlau e Vicentina.

A pesquisa se desenvolve em três etapas. Na primeira, finalizada em agosto, o Ministério da Saúde já realizou contato com algumas famílias por telefone, nessa segunda fase os domicílios, tanto os agendados previamente, ou aqueles próximos, serão visitados por equipes de profissionais de saúde do laboratório que foi contrato para a pesquisa, o Laboratório Pasteur, devidamente identificados, realizando as entrevistas e coletas de acordo com a concordância das famílias na participação do estudo. A terceira e última etapa compreende a análise das amostras e consolidação dos dados pela Fiocruz.

Em São Leopoldo serão 100 domicílios visitados e mais de 300 moradores deverão fazer parte da pesquisa com entrevista e tendo coletadas amostras de sangue dos moradores dos endereços selecionados que aceitarem participar do estudo. A realização da análise sorológica permitirá verificar se já foram infectados pelo coronavírus ou não. Os participantes foram escolhidos a partir dos dados da PNAD Covid-19, pesquisa nacional por amostra de domicílios realizada pelo IBGE. Em todo o país, serão 274 cidades participantes.

O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsad), Marcel Frison, destaca a importância dos moradores de São Leopoldo participarem da pesquisa. “A pandemia ainda não acabou e este estudo se faz importante para que possamos compreender, cada dia mais, sobre a transmissão do vírus. Visto que a pesquisa realizada servirá para que possamos ter uma análise mais real da pandemia e estar assim contribuindo para o desenvolvimento de novas estratégias de prevenção e combate, a participação dos nossos munícipes é fundamental neste processo”, destacou o secretário.

Como identificar o pesquisador

Moradores devem ficar atentos à identificação dos pesquisadores, eles deverão estar uniformizados com camiseta com a logo da pesquisa, PrevCov, crachá de identificação do Laboratório Pasteur, contratados pelo Ministério da Saúde.
Em caso de dúvida é possível consultar o endereço pela ouvidoria do Ministério da Saúde pelo telefone 136, na opção 5, a conferência deverá ser feita pelo endereço e não pelo nome do morador.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Mais informações

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação, anúncios relevantes e maior segurança do usuário. Se você clicar em "prosseguir", vamos entender que está satisfeito com ele. Consulte nossa Política de Privacidade.

Fechar