Caxias do SulSerra GaúchaTecnologia & Inovação

Caxias do Sul vai reduzir ISSQN de empresas que investirem em inovação

Prefeito anunciou o envio do projeto de lei à Câmara de Vereadores durante a abertura da Mercopar 2021

Caxias do Sul vai reduzir a alíquota do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) de empresas que investirem em inovação. O anúncio foi feito nesta terça-feira (5) pelo prefeito de Caxias do Sul, Adiló Didomenico, durante a solenidade de abertura da Mercopar 2021.

Segundo o prefeito, o envio do projeto de lei à Câmara de Vereadores deve ocorrer nos próximos dias e vai contemplar empresas que investirem em inovação, citando como exemplo o desenvolvimento do grafeno pela Universidade de Caxias do Sul. Segundo ele, é objetivo do governo mudar a matriz econômica do Município, sem abandonar as vocações atuais, que são a indústria metalmecânica e agricultura. “Vamos fortalecer o que já temos e ampliaremos as oportunidades em outras atividades”, explicou. Nesta direção, citou o comprometimento com o turismo regional para a garantir a promoção e venda do destino Serra Gaúcha.

O chefe do Executivo caxiense enfatizou o foco da administração municipal na desburocratização e em medidas que repercutam na geração de emprego e renda. “Temos de agir para reduzir a burocracia, que é a raiz da corrupção em todos os níveis de governo”, disse. Adiló ainda elogiou a coragem da Federação das Indústrias do Estado (Fiergs) e do Sebrae-RS, que promoveram a Mercopar, em 2020, em plena pandemia. “Acertaram na decisão. E a edição deste ano será a consolidação da retomada, tornando-se fundamental para investimentos e novos negócios”, acrescentou.

A solenidade de abertura teve a presença do governador em exercício, Ranolfo Vieira Jr, que reforçou a agenda do governo gaúcho pelo desenvolvimento e pela competitividade, citando como exemplo o plano de concessões de 1.132 quilômetros de estradas, garantindo que 700 terão obras de duplicação e triplicação das vias. “Em nove anos, a Empresa Gaúcha de Rodovias asfaltou sete quilômetros de estradas. O governo precisa atuar naquilo em que é vocacionado: segurança, saúde e educação”, indicou.

Gilberto Petry, presidente da Fiergs e do Sebrae-RS, recordou que a 29ª Mercopar, que apresentou resultado recorde de R$ 128 milhões em negócios, foi a única feira industrial realizada em 2020. Mas que, segundo ele, salvou o ano de muitas empresas.

A Mercopar segue até quinta (7), no Parque de Eventos da Festa da Uva, com funcionamento das 14h às 20h, e protocolos sanitários de prevenção à covid-19, como a limitação de visitantes. O acesso é gratuito, mediante credenciamento antecipado.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo