EntrevistaRio Grande do SulSerra Gaúcha

Mercedes-Benz Sport é transformada em viatura da Civil de Gramado

Delegado Regional de Gramado, Heliomar Franco, fala sobre a Mercedes-Benz SLK 250 CGI, fruto de sequestro judicial de bens após operação policial em 2019, na própria cidade.

O Ministério Público do Rio Grande do Sul mantém a política de repassar a forças policiais veículos fruto de apreensões que geralmente envolvem o tráfico de drogas, sonegação fiscal, estelionatos, jogos de azar, entre outras ilicitudes. Entre os automóveis destinados a servir a segurança pública estão alguns modelos de luxo e importados.

Pois a Polícia Civil de Gramado recebeu um automóvel dos sonhos para muitos motoristas. Trata-se de um Mercedes-Benz SLK 250 CGI, modelo esportivo fruto de operação policial ocorrida no ano de 2019. O veículo,  sequestrado judicialmente, foi transformado em viatura e entregue pelo judiciário a Polícia Civil, atendo pedido do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

O automóvel após ser apreendido percorreu todas as etapas para a chegar as mãos da força policial da Serra Gaúcha. O modelo esportivo é potente o suficiente para atingir com facilidade os 240 km/h e conta com preço de mercado acima dos R$ 200 mil.

O Delegado de Gramado, Gustavo Barcellos, e o Delegado Regional de Gramado, Heliomar Franco – Foto: Francisco Rocha

O Portal Revista News entrevistou o Delegado Regional de Gramado, Dr. Heliomar Franco, que detalhou vários aspectos positivos, considerando o automóvel um importante recurso para a unidade sediada em Gramado, região de destaque entre os polos turísticos brasileiros. Confira a entrevista:

Delegado Heliomar Franco

Portal Revista News – Com base na sua experiência de Delegado de Polícia, como a sociedade vê o fruto de uma apreensão judicial, e posterior processo e condenação, sendo usado exatamente no combate ao crime?

Delegado Heliomar Franco De forma positiva sob todos os aspectos, mas principalmente porque existe previsão legal para a medida e, segundo, porque além de promover a descapitalização dos criminosos ainda equipa os órgãos responsáveis por proteger a sociedade contra esses malfeitores.

Portal Revista News – Há risco do uso destes veículos como viatura policial passar a impressão ao contribuinte de que foram adquiridos com recursos públicos e que isso é um desperdício?

Delegado Heliomar Franco Numa impressão inicial algumas pessoas podem ser levadas a pensar assim. Mas não se deve julgar um livro pela capa. Bastaria informar-se minimamente para logo perceber que não ha um só Real do poder público nessa importante realização.
Além disso, o veículo que passa a ser utilizado é mantido com recursos advindos de transações penais ou termos de ajuste de condutas, diminuindo sua depreciação e evitando que apodreça em um depósito a céu aberto. Não ha desperdício, pelo contrário, a sociedade só ganha com a medida.

Portal Revista News – Estas viaturas de luxo recebidas como doação, quanto oneram as Forças de Segurança em razão dos altos custos com manutenção, seguro e consumo de combustível?

Delegado Heliomar Franco Como dissemos anteriormente, não ha recursos de natureza orçamentária empregados. As manutenções e o combustível ficam por conta de verbas extraordinárias repassados ao movimento de combate à violência de Gramado pelo Ministério Público.
Findo o processo, o bem, totalmente conservado, poderá ser leiloado e os recursos obtidos usados para adquirir outras viaturas e equipamentos, como coletes à prova de balas, armas e munições.

Portal Revista News – Um policial que utiliza como equipamento de trabalho, um automóvel importado, caro e cobiçado por muitos, pode ter sua autoestima aumentada e que isso lhe servir de estímulo no árduo trabalho de enfrentamento ao crime?

Delegado Heliomar Franco Qualquer tipo de trabalho sempre será melhor realizado se tivermos as melhores ferramentas. No caso das policiais, as melhores viaturas e as melhores armas produzem efeito educativo junto ao criminoso, porque sabe que terá de enfrentar o aparato do Estado com armamento e viaturas superiores aos que ele usa. Além disso, passamos ao cidadão a desejada sensação de segurança e apoderamento, pois um bem a serviço do Estado é também parte do patrimônio da comunidade.

Portal Revista News – Na Europa é comum o emprego de automóveis de alto valor como viaturas policiais. Como isso pode impactar de forma positiva na imagem e eficiência das polícias?

Delegado Heliomar Franco O agente policial que conduz um equipamento de trabalho com tamanha qualidade e visibilidade vai também se sentir valorizado e prestigiado não só pelo Estado mas pela própria sociedade.

Portal Revista News – Quais as principais alterações que um veículo civil sofre para se tornar uma viatura policial?

Delegado Heliomar Franco O automóvel precisa receber pintura ostensiva, se assim vai ser utilizado, e adesivado com os brasões e símbolos da polícia. Além disso, recebe um conjunto de sinalizadores luminosos e sirenes para que possa fazer patrulhamento, abordagens e deslocamentos rápidos no trânsito as vezes congestionado.

Portal Revista News – Hoje, no seu entendimento, qual é o percentual de defasagem no número de viaturas da Polícia Civil gaúcha?

Delegado Heliomar Franco A defasagem em termos de viaturas, assim como de efetivos e histórica nas polícias.
Mesmo assim, se buscam soluções legais como essa que abordamos, que podem minimizar o problema de recursos para aquisição de viaturas. Em nossa região, entendemos como satisfatório o número de viaturas, porém precisamos renovar essa frota, eis que algumas delas já são bastante antigas e sofrem manutenções constantes.

Sobre o Delegado Heliomar Franco

Heliomar Athaydes Franco – 53 anos, casado, tem uma filha de 13 anos e reside em São Leopoldo desde o ano de 2002. É Delegado de Polícia de 4ª Classe na Polícia Civil-RS. Por onze anos Militar Graduado da Forca Aérea Brasileira. Advogado concursado da CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica) e Bacharel em Direito (Ciências jurídicas e Sociais UFRGS-1997).
Pos graduado em capacitação para investigação criminal pela UFRGS.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo