CASANEWS

Monica Cintra traz tendência Slow Design em suas peças

Com os anos modernos, a vida ficou cada vez mais corrida. Para balancear o agito da vida, movimentos como o slow chegaram para combater este correria e valorizar o bem-estar dos indivíduos, da sociedade e do meio ambiente. Nesse sentido, o design não ficou para trás. O movimento Slow Design tem conquistado cada vez mais espaço com a concepção de uma abordagem mais sustentável da matéria-prima e dos fatores sociais, pensamento que vem sendo cada vez mais valorizado.

Como o objetivo é reduzir o impacto ambiental no processo de manufatura, a designer Monica Cintra trabalha há mais de XX anos aproveitando árvores descartadas pela própria natureza e madeiras desprezadas pelo homem que se tornam belíssimas obras primas. Conheça alguns produtos fruto do trabalho da designer paulista.

Champanheira em madeira maciça

A champanheira esculpida em madeira maciça Muiracatiara despigmentada é proveniente de uma árvore que estava com uma anomalia que foi retirada. Esse processo evitou que o problema se espalhasse por todo o tronco, eliminando a necessidade da derrubada e seus resíduos transformados em uma peça de decoração.

Mesa Guajuvira

Como o próprio nome já diz, a mesa é feita com a madeira Guajuvira, uma madeira escura, pesada e densa, que garante maior durabilidade do produto. Além disso, é resistente às intempéries, podendo ficar expostas ao tempo.

Banco Gamboa

A natureza, em muitos momentos, define qual q utilização correta para uma peça. O tronco que deu origem ao banco Gamboa encantou a designer pelo desenho e a figura de duas metades que se completavam e pelo bico que formava. Com isso, Monica só precisou de um apoio para se transformar em um belíssimo banco, que parece flutuar.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo