CASANEWS

Grafite se destaca na decoração

Fazer que uma casa seja considerada lar requer que muitas das características dos moradores sejam consideradas. Sendo assim, os arquitetos do escritório PB Arquitetura conseguiram e ousaram na personificação da reforma nesta casa em São Caetano do Sul, ABC Paulista, não apenas nos ambientes, mas na abertura para grafites nas paredes.

Publicidade

A proposta veio somada com muitas surpresas, o ambiente de 300m² deu espaço para muito mais aconchego do que era previsto para os pais de duas meninas de 11 e 8 anos, sendo eles a internacionalista Isabel e seu marido gerente de projetos, Rodrigo. “Esta família adora ler, assistir filmes e séries juntos. Por isso investiram nos equipamentos de áudio e vídeo.

Curtem rock, tatuagens, fazer cerveja artesanal, churrasco e receber parentes e amigos. As meninas são parceiras em tudo, tanto que não quiseram dormir em quartos separados. Tem dois cachorrinhos o Zeca, um yorkshire e a Antônia, uma vira-lata adotada”, conta a arquiteta Priscila Tressino.

Publicidade

De acordo com a profissional, a casa tinha seus ambientes bem demarcados e divididos com paredes de alvenaria. Sendo assim, a parte de destaque da reforma foi a demolição das paredes do térreo e total integração dos ambientes: sala, jantar e cozinha. Além de que, todos os ambientes receberam forro de gesso para equilibrar as alturas do pé direito e também instalar a nova iluminação embutida.

Chegando à um dos itens de destaque na reforma, por conta dos gostos da família, o artista plástico Fernando Reche foi convidado e deixou a sua marca ao fazer um painel que cobre toda a parede da sala com elementos soltos de tudo que os moradores mais gostam. Ainda, na churrasqueira, o trabalho foi inspirado pelas origens da família, metade imigrantes italianos e a outra metade de migrantes nordestinos. “A cabeceira no quarto das irmãs foi uma surpresa para as meninas. Aliás, toda a reforma! Elas pensavam que iriam só pintar e trocar alguns revestimentos. Não contavam com uma casa totalmente diferente da que elas já conheciam”, revela a arquiteta. As cores do projeto foram adotadas por seu estilo urbano, já os pisos e revestimentos vão desde porcelanato e vinifico à papeis de parede e 3D, além de propriamente os grafites realizados pelo artista.

Em questão da iluminação, o forro de gesso possibilitou a criação de um projeto mais interessante para sala e cozinha. “Demos destaque para o lustre do jantar, que se remete a um átomo, como eles são muito interessados em assuntos de ciência e fãs de The Big Bang Theory. No balcão da cozinha um jogo de pendentes assimétricos acrescenta luz com estilo. Como a sala não tem TV, só o telão retrátil com projetor, toda iluminação ficou embutida para não interferir nas imagens”, finaliza Priscila.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar