NegóciosRS

Carne inspecionada no abate ultrapassa 4 milhões de Kg em 2019

Crescimento da atividade foi de 20% em relação ao ano anterior

A produção total dos nove abatedouros licenciados de Pelotas chegou a mais de 4 milhões de quilos de carne bovina, ovina e suína 2019. Todo o volume contou com acompanhamento do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), vinculado à Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). O volume inspecionado registrou o aumento de 20% em relação ao ano anterior.

Para o secretário de Desenvolvimento Rural, Jair Seidel, o crescimento da produção dos abatedouros registrados deve-se a um conjunto de fatores, entre os quais o aumento da demanda de produtos cárneos e o crescimento do mercado para acompanhar a procura.

Publicidade

“Temos um SIM estruturado, que permite acompanhar as atividades dos estabelecimentos e garantir a qualidade do produto destinado ao consumidor. O incremento da prestação dos serviços de inspeção reflete-se no aumento da confiança dos empresários. Por isso, o setor consolida crescimento”, explica Seidel.

Produção/2019

A produção dos nove estabelecimentos de abate registrados no SIM atingiu recorde histórico de janeiro a dezembro de 2019, com 4.045.005 quilos resultantes de 22.877 cabeças. Foram abatidos 16.658 bovinos, 2.294 ovinos e 3.924 suínos.

A inspeção também foi realizada nas agroindústrias, entrepostos e granjas. As 16 agroindústrias produziram 764.460 quilos; os três entrepostos, 83.500; e, as duas granjas, 480 mil dúzias de ovos.

Publicidade

“Os abatedouros e a fiscalização desenvolvem atividades com qualidade sustentável, aumentando a credibilidade junto ao mercado. Em 2019, registrou-se a abertura de um novo estabelecimento, além de ampliação e ajuste de espaços físicos de outros, cujas instalações chegaram ao limite para produção”, comenta o secretário.

Novos empreendimentos

Novos empreendimentos do ramo estão previstos para entrar em funcionamento no decorrer deste ano: de abate de bovinos; de frango; e de processamento de pescado.

O Frigopel, localizado no Passo do Salso, Fragata, abaterá 90 bois/dia. O estabelecimento aguarda somente liberação da Receita Estadual para operar. O Novo Rutz abaterá 60 bois/dia, depois de inaugurada a nova estrutura. Quanto ao abatedouro de frangos, a expectativa é que entre em atividade ainda no primeiro semestre deste ano, localizado no Cerrito Alegre, 3º distrito, com capacidade de 12 mil aves/dia, atendendo às necessidades de abate sanitário para aves de postura. Os empreendimentos de processamento de pescado também estão se estruturando.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar