CASANEWS

Obras de arte invadem ambientes corporativos e comerciais

As obras de arte complementam os espaços corporativos agregando mais valor estético aos ambientes, outrora mais sisudos. Elas são capazes de reproduzir a personalidade de quem ocupa o local, dando uma sensação de aconchego e, até mesmo, descontração a recintos voltados para os negócios. Com essa desmitificação de que local de trabalho precisa ser impessoal, as obras de arte estão cada vez mais presentes neste tipo de ambiente. Exemplo disso está no espaço Sala VIP da Diretoria, projetado pela arquiteta e designer de interiores Gislene Lopes para a feira boutique Modernos & Eternos 2018.

Projeto Gislene Lopes. A inserção de obras de arte do acervo do cliente deu personalidade e ajudou a humanizou o ambiente corporativo. Foto: Gustavo Xavier

O ambiente, criado em homenagem a Roberto Mário Soares Filho, presidente do Conselho Administrativo da Filarmônica de Minas Gerais, traz peças clássicas, inclusive do acervo do homenageado, mostrando como é possível dar identidade ao espaço corporativo por meio de obras de arte. “Existem várias formas de inserir obras de arte no ambiente corporativo. Vale apostar em peças clássicas, de bom gosto que estejam de acordo com o projeto, com o cliente e com a empresa”, revela.

Entre as peças escolhidas há peças do acervo pessoal do convidado, como quadro e escultura, além de obras da Galeria Orlando Lemos. E, para dar um ar mais jovial e charmoso ao espaço, quadros repletos de cor e esculturas da Sonia Ebling.Em outro ambiente da Modernos Eternos 2018, as obras de arte também são destaque no layout. O Restaurante da Mostra, projetado pela arquiteta Flávia Roscoe, traz esculturas de Amílcar de Castro, Frans Kracjberg, Ascânio MMM e Franz Weissmann, que se mesclam à arte contemporânea da fotografia, da exposição “Dias Comuns”, de Paula Huven. “Os grandes escultores, consagrados ‘eternos’ se unem à modernidade da fotografia da Paula, uma mulher jovem que retrata o nosso cotidiano contemporâneo. No espaço vamos retratar essa transformação de como é possível tratar objetos simples de uma forma sofisticada, transformando em arte. Uma artista jovem em contraponto com nomes consagrados da escultura brasileira”, afirma Flávia Roscoe. A Modernos & Eternos acontece de 12 a 24 de junho, na Rua Sebastião Dayrell de Lima, 80 (Antigo Clube dos Caçadores), bairro Mangabeiras.

Projeto Gislene Lopes. Obras de arte dão cor ao projeto corporativo. Foto: Gustavo Xavier

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo